Busca avançada
Ano de início
Entree

Força máxima de mordida e desempenho mastigatório em indivíduos usuários de ovendentures mandibulares retidas por único implante

Processo: 19/27867-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:João Neudenir Arioli Filho
Beneficiário:Gabriel Nogueira Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde bucal   Implantes osseointegrados   Prótese total   Reabilitação bucal   Músculos mastigatórios   Força de mordida   Mastigação   Autopercepção   Inquéritos e questionários

Resumo

A utilização de implante único em sínfise mandibular tem se apresentado como uma alternativa viável, no quesito longevidade dos implantes, satisfação do paciente no favorecimento das propriedades funcionais, relacionados à falta de retenção e estabilidade das próteses totais convencionais mandibulares. O objetivo deste estudo clínico longitudinal será avaliar a força máxima de mordida (FM) e desempenho mastigatório (DM), a qualidade de vida e a autopercepção de saúde bucal em pacientes reabilitados por overdenture mandibular retida por um único implante, opondo-se a uma prótese total maxilar, em um período de 3 anos. A amostra será composta por 30 pacientes desdentados totais, de ambos os sexos, usuários de overdenture mandibular sobre um implante osseointegrado. Como grupo controle, serão selecionados indivíduos usuários de próteses totais bimaxilares (n=30) que preencham aos mesmos critérios de inclusão e exclusão pré-estabelecidos. O DM será realizado através da mastigação do alimento natural amêndoa (30, 40 ciclos e "pronto para engolir") e mensurada pelo método das peneiras, enquanto que a FM será mensurada através de um gnatodinamômetro digital. Para avaliação da autopercepção de saúde bucal e perfil do impacto da saúde bucal na qualidade de vida, será utilizado os questionários GOHAI ("Geriatric Oral Health Assessment Index - GOHAI") e OHIP ("Edent Oral Health Impact Profile Edent"), respectivamente. Os desfechos avaliados previamente foram realizados no período inicial de 30 dias após o período de instalação e adaptação com encaixe tipo O'ring na overdenture sobre o implante osseointegrado (T1). As avaliações subsequentes a serem realizadas serão nos períodos de 36 meses (T2). Se atendido os pressupostos de normalidade e esfericidade, as comparações das medidas ao longo do tempo serão realizadas utilizando ANOVA para medidas repetidas, com nível de significância de 5%.