Busca avançada
Ano de início
Entree

Manoel de Araújo Porto-Alegre e a historiografia nos dois lados do Atlântico (1834-1859)

Processo: 20/03006-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - Teoria e Filosofia da História
Pesquisador responsável:Daiane Vaiz Machado
Beneficiário:Giovana Castro Leite
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Assunto(s):História intelectual   Filosofia da história   Historiografia   Arquivos permanentes   Análise de conteúdo

Resumo

Manoel de Araújo Porto-Alegre foi um historiador que junto a outros letrados fez parte da geração que pretendia traçar uma renovação estética no Brasil durante o período pós-Independência. Considerando a importância da escrita da história neste contexto de renovação, o presente projeto busca analisar as noções que delinearam a escrita da história de Porto-Alegre por meio da comparação de suas publicações no Journal de L'Institut Historique e na Revista Trimensal do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, com o intuito de compreender até que ponto o seu contato com o Instituto Histórico de Paris (IHP) nortearia sua historiografia no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB). Busca-se, assim, entender como o letrado procurou incluir o Brasil em uma experiência do tempo moderna por meio da escrita da história que se construía no período na França e no Brasil. Portanto, o presente trabalho, inserido nas discussões acerca da fabricação da historiografia condizentes a área de estudos da História da historiografia, propõe analisar a produção deste autor entre 1834, ano de fundação do IHP e de publicação do primeiro texto do autor no Journal, e 1859, data de um de seus últimos estudos históricos publicados na revista do IHGB.