Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da liberação de cafeína inserida em arcabouços magnéticos de xantana sob estímulo magnético

Processo: 20/03248-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Denise Freitas Siqueira Petri
Beneficiário:Vitoria Hashimoto Lima
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/13492-2 - Arcabouços sintéticos e naturais aplicados à medicina regenerativa, AP.TEM
Assunto(s):Liberação controlada de fármacos   Nanopartículas magnéticas   Diferenciação celular   Campo magnético   Macromolécula   Força iônica   Goma xantana   Cafeína

Resumo

Neste projeto, serão criados arcabouços de xantana contendo nanopartículas magnéticas (NPM) como reservatórios de bioativadores. Primeiramente, NPM serão produzidas ex situ e depois serão incorporadas nos arcabouços por imersão [1]. Um biotivador que será testado é a cafeína ou 1,3,7-trimetilxantina, que é um alcaloide pertencente à família das purinas. A incorporação da cafeína nos arcabouços magnéticos deverá ser otimizada. A liberação da cafeína a partir dos arcabouços magnéticos será testada em função da força iônica e pH do meio, presença e ausência de campo magnético externo (imãs). As condições de liberação de cafeína otimizadas poderão aplicadas em ensaios de proliferação e diferenciação celular em colaboração com o Prof. Henning Ulrich.