Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos linfonodos superficiais em cães diagnosticados com leishmaniose visceral

Processo: 20/06379-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Elisângela Olegário da Silva
Beneficiário:Tifany da Silva Sato Roca
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças dos animais   Leishmaniose visceral   Resposta imune   Linfadenopatia   Linfonodos   Histopatologia   Etiologia   Diagnóstico clínico   Cães

Resumo

A leishmaniose visceral (LV) é uma doença com elevada mortalidade, negligenciada, com distribuição mundial, principalmente na América do Sul, com maior notificação no Brasil. O cão doméstico é o principal reservatório da LV nas regiões endêmicas e exerce papel fundamental na manutenção e expansão da doença. Portanto, o conhecimento da patogênese, resposta imunológica e manifestação clínica são essenciais para o estabelecimento de medidas preventivas e de controle da leishmaniose visceral canina (LVC). A região do Oeste Paulista apresenta aumento crescente de cães diagnosticados com LVC, no entanto, não há estudos com essa população de animais. O presente projeto tem como objetivo avaliar os linfonodos superficiais de cães diagnosticados com LV por meio do exame citopatológico e histopatológico e determinar a densidade parasitária, resposta imunológica e alterações morfológicas, correlacionando-as com a manifestação clínica da doença.