Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização de uma plataforma de proteômica quantitativa para análise de amostras clínicas de plasma sanguíneo

Processo: 20/09165-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Daniel Martins-de-Souza
Beneficiário:Licia Carla da Silva Costa
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/25588-1 - Da compreensão básica a biomarcadores clínicos para a esquizofrenia: um estudo multidisciplinar centrado na neuroproteômica, AP.TEM
Assunto(s):Proteômica   Biomarcadores   Albuminas   Sangue   Plasma sanguíneo

Resumo

As concentrações das proteínas presentes no plasma sanguíneo diferem em até 12 ordens de magnitude, sendo que somente a albumina e as imunoglobulinas chegam a representar até 75% da massa total de proteínas do plasma. Logo, antes do início efetivo da análise proteômica, as proteínas altamente abundantes contidas no plasma ou soro sanguíneo são depletadas por cromatografia liquida de afinidade da amostra de proteínas. Desta forma, as centenas de proteínas menos abundantes que compõe aproximadamente 25% da massa total de proteínas plasmáticas têm a chance de serem identificadas pela plataforma de cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas. Este projeto visa treinar um profissional para a utilização e manutenção da plataforma de depleção de proteínas abundantes de amostras de plasma (ou soro) sanguíneos, seguida pela análise proteômica em larga escala baseada na espectrometria de massas. Esta plataforma é indispensável para viabilizar a análise de amostras clínicas na busca de biomarcadores proteicos.