Busca avançada
Ano de início
Entree

Alternativas terapêuticas contra Staphylococcus spp. multirresistentes isolados de Mastite Bovina

Processo: 20/09249-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Lenira El Faro Zadra
Beneficiário:Lívia Castelani
Instituição-sede: Instituto de Zootecnia. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Nova Odessa , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/50339-5 - Plano de desenvolvimento institucional de pesquisa do Instituto de Zootecnia (PDIp), AP.PDIP
Assunto(s):Óleos essenciais   Biofilmes   Mastite bovina   Mastite   Nisina   Resistência microbiana a medicamentos

Resumo

Staphylococcus spp. são microrganismos de grande importância na bovinocultura leiteira mundial. São responsáveis por expressivas perdas produtivas e alterações na composição centesimal do leite. Além disso, são patógenos altamente contagiosos, com baixa resposta aos tratamentos convencionais devido ao alto nível de resistência antimicrobiana e diversidade de fatores de virulência. Sendo assim, a busca por novas moléculas antibacterianas mais seguras e eficazes como alternativas, se faz necessária. Bacteriocinas, peptídeos naturais sintetizados e secretados por bactérias com atividade antibacteriana, e compostos de origem vegetal são fontes promissoras para o desenvolvimento de novas formulações terapêuticas. Sendo assim, o objetivo deste projeto será avaliar a atividade antibacteriana in vitro da bacteriocina nisina e de diferentes óleos essenciais contra cepas de Staphylococcus spp. resistentes planctônicas e em biofilmes, oriundas de mastite bovina e cepas ATCCs, bem como o potencial de sinergismo entre as moléculas, visando o desenvolvimento de formulação alternativa terapêutica. A resistência bacteriana será caracterizada por difusão em disco e por PCR. A produção de biofilmes será determinada fenotipica e genotipicamente. Serão determinadas as concentrações inibitórias/bactericidas mínimas (CIM/CBM) de cada composto e da interação entre eles contra as bactérias planctônicas, em biofilmes e em leite cru. A atividade, in vitro, dos compostos contra as cepas bacterianas será avaliada em função do tempo de interação utilizando curvas de morte (time-kill). O efeito citotóxico das moléculas será avalidada em culturas de células mamárias MAC-T. A interação fisico-química das moléculas será determinada por meio do tamanho e polidispersão e carga de superfície (AU)