Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil lipídico e do transcriptoma do cérebro de suínos alimentados com diferentes fontes de óleo

Processo: 20/10042-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Aline Silva Mello Cesar
Beneficiário:Bruna Pereira Martins da Silva
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/25180-2 - Efeito da adição de ácido oléico na dieta de suínos sobre o perfil da resposta imunológica e de ácidos graxos de diferentes tecidos, AP.JP
Assunto(s):Biologia molecular   Melhoramento genético   Lipídeos   Ácidos graxos   RNA mensageiro   Regulação da expressão gênica

Resumo

Os lipídios são uma classe de moléculas presentes em todos os tipos de células, contribuindo na estrutura celular, no armazenamento de energia e nas várias funções biológicas, desde a regulação transcricional até os processos fisiológicos. Estudos anteriores mostraram que ácido oleico (AO), bem como outros ácidos graxos, como o ácido linoleico (AL), o ácido docosaexaenoico (DHA) e o ácido eicosapentaenoico (EPA) estão associados à regulação da transcrição de genes em tecidos como músculo, cérebro, fígado, adiposo, monócitos e células mononucleares do sangue. Além disso, os ácidos graxos desempenham papéis importante nas respostas cognitivas, respostas de citocinas, reações inflamatórias e respostas imunológicas específicas e inespecíficas em seres humanos e animais. Devido a importância dos suínos tanto na questão econômica, quanto na questão de pesquisas na área da saúde (animal modelo para estudos científicos em humanos), a espécie (Sus scrofa) foi a escolhida para o estudo. Fatores como alimentação e interações metabólicas influenciam de maneira direta ou indireta na expressão de alguns genes específicos. Dentre os benefícios da utilização de ácidos graxos, destacam-se o uso para aumentar densidade energética das dietas de suínos; melhorar a eficiência geral da alimentação; e podem ser utilizados como coadjuvantes na absorção de vitaminas lipossolúveis, ácidos graxos essenciais e sinalização molecular e seu uso pode reduzir o custo de produção aumentando o retorno financeiro. Dessa forma, é de extrema importância a realização de pesquisas visando a inclusão de diferentes fontes de ácidos graxos na dieta.Para realização do estudo em questão, a criação dos animais foi realizada em colaboração com a empresa DB Genética, no qual as etapas do experimento incluíram: inseminação artificial das matrizes, manejo dos animais, programa nutricional e coleta de dados de desempenho (peso vivo e consumo de ração), bem como dos materiais biológicos (sangue, pelo e fezes). As dietas experimentais utilizadas foram: (1) soja (SOJ): dieta basal com adição de 3% de óleo degomado de soja e (2) canola (CAN): dieta basal com adição de 3% de óleo de canola. Os animais (125 kg de peso vivo médio) foram abatidos após 12 h de restrição alimentar e as amostras de cérebro foram coletadas dentro de 30 minutos, no máximo, após a sangria, imediatamente congeladas em nitrogênio líquido e posteriormente armazenadas a -80°C em ultra freezer. Essas amostras serão usadas para extração de RNAm total.A hipótese deste trabalho é que a inclusão desses óleos na dieta de suínos, na fase de crescimento e terminação, possa alterar o perfil lipídico e perfil transcriptômico do cérebro, afetando vários processos biológicos e possivelmente características fenotípicas dos animais, além de sua correlação com a incidência de doenças. Esses conhecimentos poderão ser aplicados tanto na área de produção animal (melhoramento genético, nutrição e ambiência) quanto na área da saúde animal e do consumidor de carne suína.Outro aspecto de grande potencial deste projeto é a identificação de marcadores moleculares causais candidatos, marcadores moleculares funcionais, a consolidação da importância dos ácidos graxos como imunonutrientes, bem como, a identificação de vias metabólicas candidatas as quais podem ser foco da atuação de drogas. (AU)