Busca avançada
Ano de início
Entree

A trans-criação de Sizwe Bansi está morto, de Athol Fugard: dança contemporânea e dramaturgias do movimento na perspectiva do encenador

Processo: 20/05287-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Teatro
Pesquisador responsável:Verônica Fabrini Machado de Almeida
Beneficiário:Victor Timotio de Lima
Instituição-sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Racismo   Coreografia   Dramaturgia   Dança contemporânea   Metodologia da pesquisa

Resumo

Este projeto de Iniciação Científica é baseado na prática como método de pesquisa e pretende investigar as dramaturgias do movimento. O material poético a ser explorado empiricamente é a peça "Sizwe Bansi is dead" (1972), escrita pelo dramaturgo, romancista, ator e diretor sul-africano Athol Fugard. Como prática, o objetivo é investigar alguns princípios da dança contemporânea, transcrevendo questões e fragmentos da peça, referentes à perspectiva do encenador, ou seja, na perspectiva de uma escrita cênica. Como a peça lida com questões como raça, racismo e identidade, em oposição ao apartheid, a pesquisa também assume como um campo de pesquisa os coletivos de artistas negros de São Paulo e Campinas em suas interseções com arte e ativismo.