Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do ácido-3-fenoxibenzóico sobre o fitness e a expressão gênica em Aedes aegypti

Processo: 20/05358-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia
Pesquisador responsável:Jayme Augusto de Souza-Neto
Beneficiário:Mariana Bueno Domingues
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Genômica funcional   Expressão gênica   Vetores de doenças   Genes   Inseticidas piretroides   Resistência   Aedes aegypti   Controle químico   Método mecânico

Resumo

O mosquito Aedes aegypti é o principal vetor de diversas arboviroses, como febre amarela (YFV), Zika (ZKV), Chikungunya (CHKV) e dengue (DENV) e, apesar dos esforços no combate a esse mosquito, ele continua presente e com alto potencial de transmissão de arboviroses no Brasil, constituindo um dos principais problemas nacionais de saúde pública. Apesar de atualmente existir uma vacina para a dengue, esta se mostrou ineficiente para conter o avanço do vírus. Os principais métodos de controle do Ae. aegypti são os métodos mecânicos, biológicos e químicos. O controle químico é feito principalmente através de inseticidas piretróides, que, quando fotodegradados no ambiente ou metabolizados por mamíferos, formam o ácido-3-fenoxibenzóico (3-PBA). Este composto está relacionado à ressurgência de ácaros e ao aumento da expressão de um gene da família do citocromo P450, associado à resistência metabólica a inseticidas piretróides em Aedes aegypti. O 3-PBA foi encontrado, em humanos, na urina, e pode estar presente em superfícies urbanas rígidas e na água, o que sugere um possível contato entre o mosquito e concentrações consideráveis do composto em todos os ambientes e organismos que tiveram contato com inseticidas piretróides. Este estudo avaliará os efeitos de 3-PBA sobre a expressão de genes relacionados à resistência a piretróides, reprodução, desenvolvimento e síntese hormonal, além de avaliar os efeitos desse composto sobre o fitness do mosquito através da análise de aspectos como: longevidade dos mosquitos, oviposição, viabilidade dos ovos e tempo de desenvolvimento das larvas.