Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção de novas ferramentas para compartilhamento e reutilização de dados através de uma investigação transnacional dos impactos socioeconômicos de áreas de conservação

Processo: 20/09680-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação
Convênio/Acordo: Belmont Forum
Pesquisador responsável:Pedro Luiz Pizzigatti Corrêa
Beneficiário:Danton Ferreira Vellenich
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/24017-3 - Desenvolvimento de novas ferramentas para o compartilhamento e reúso de dados através de pesquisa transnacional sobre o impacto socioeconômico das áreas protegidas (PARSEC), AP.R
Assunto(s):Ciência de dados   Divulgação científica   Compartilhamento de dados   Reúso de dados   Big data   Análise socioeconômica   Áreas de conservação

Resumo

Os avanços científicos dependem da disponibilidade, da acessibilidade e da reutilização dos dados, software, amostras e produtos de dados. No entanto, grandes quantidades de dados sobre a Terra não são preservados. Esta proposta abordará essas questões, apoiando a colaboração de uma equipe de ciência de síntese e de uma equipe de ciência dos dados. Realizaremos um projeto de ciência de síntese transdisciplinar e transnacional em paralelo em com um projeto sobre o uso e reuso de dados ambientais e socioeconômicos para avaliar as práticas de gerenciamento e preservação de dados. O projeto proporcionará uma oportunidade única para os cientistas de dados e os cientistas de síntese colaborarem com o objetivo de melhorar os resultados de pesquisa e o compartilhamento de dados. Nossa equipe de ciência de síntese tem experiência na manipulação de dados ambientais e socioeconômicos, modelagem e análise temporal e espacial. Em parceria com as equipes da França, do Brasil, dos Estados Unidos, do Japão, da Austrália e do Reino Unido, examinarão os efeitos socioeconômicos das áreas protegidas naturais (ou Unidades de Conservação) nas comunidades locais. As ferramentas e métricas resultantes permitirão uma melhor previsão e mitigação dos efeitos das ações que rompam com as práticas históricas de uso da terra que ameaçam as comunidades locais. Nossa equipe de ciência dos dados que envolve profissionais em gerenciamento de dados ambientais, comunidades de dados (RDA, ESIP), revistas de sociedade (AGU) e representantes de e-infrastructures para atribuição de dados (por exemplo, DataCite e ORCID), será responsável por desenvolver práticas para a citação, a atribuição, o crédito e a reutilização de dados. Com essas novas práticas, criaremos um kit de ferramentas e materiais de workshop para disseminação dessa temática por meio de reuniões presenciais e webinars internacionais. Além disso, uma ferramenta será criada para que os pesquisadores visualizem seus dados compartilhados, voltada para o uso e reuso de dados por meio de widgets e perfis online. Os resultados do projeto serão úteis para cerca de 300.000 pesquisadores que manipulam dados sobre a terra, o espaço e o ambiente em todo o mundo. O projeto também avançará o momento de mudança cultural no uso e reutilização de big data em pesquisas sobre problemas do mundo real. (AU)