Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação entre sarcopenia e cognição em idosos: dados do estudo fibra

Processo: 19/24713-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2024
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Monica Sanches Yassuda
Beneficiário:Gabriela Cabett Cipolli
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/00084-8 - Estudo de seguimento das coortes de Campinas e de Ermelino Matarazzo do estudo FIBRA: preditores e desfechos da fragilidade em idosos no Brasil, AP.TEM
Assunto(s):Envelhecimento   Velhice   Sarcopenia   Neuroimagem

Resumo

A relação entre a sarcopenia e o comprometimento cognitivo ainda não foi extensivamente avaliada entre os idosos, em especial em delineamentos longitudinais. O objetivo deste estudo será avaliar a relação entre sarcopenia e cognição em dois estudos. No Estudo 1, será realizado um estudo longitudinal com dados da pesquisa Fragilidade em Idosos Brasileiros (FIBRA), com 549 idosos que participaram da coleta de linha de base em 2008 e 2009 e avaliação de seguimento após oito anos. O objetivo será identificar se a presença de sarcopenia na linha de base é um fator preditivo para comprometimento cognitivo no seguimento, mediante controle de variáveis de confusão. O diagnóstico sarcopenia será realizado pelos critérios do European Working Group on Sarcopenia in Older People (EWGSOP), que serão alimentados por medida de força de preensão manual, velocidade da marcha e massa muscular (determinada pela fórmula de Lee). O comprometimento cognitivo será identificado pelo Mini-Exame do Estado Mental (MEEM), Fluência Verbal categoria animais (FV) e Teste do Desenho do Relógio (TDR), que serão as variáveis dependentes. A análise de regressão de Poisson será usada para investigar a associação não ajustada e ajustada entre cognição e sarcopenia. O modelo ajustado será realizado para investigar a associação entre cognição e sarcopenia com o ajuste para possíveis fatores de confusão. O estudo 2 terá um delineamento transversal visto que serão utilizados somente os dados do seguimento. O objetivo será avaliar, em análise de corte transversal somente com os dados do seguimento, se existe associação entre sarcopenia e parâmetros de RM estrutural e funcional em repouso. O diagnóstico sarcopenia será realizado pelos critérios atualizados do EWGSOP2, que serão alimentados pela SARC-F e pela medida de força de preensão manual, caracterizando sarcopenia provável. O comprometimento cognitivo será identificado pelo MEEM, FV e TDR. Análises de regressão e modelos de equação estrutural investigarão as relações entre indicadores de perfil dos indivíduos com provável sarcopenia e neuroimagem estrutural do cérebro e relações com resultados de testes cognitivos e de medidas de fragilidade.