Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito das células-tronco mesenquimais murinas derivadas do tecido adiposo sobre o crescimento de carcinoma mamário 4t1

Processo: 20/02992-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Maria Lucia Zaidan Dagli
Beneficiário:Nathan Borges Marretto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia   Neoplasias mamárias   Células-tronco mesenquimais   Proliferação celular   Tecido adiposo   In vivo   Técnicas in vitro

Resumo

O câncer de mama é uma neoplasia agressiva que está entre as principais causas de morte em mulheres. A biologia do tumor de mama é complexa, heterogênea, de rápido crescimento tumoral e de alta ocorrência de metástase, elevando os índices de morbidade e mortalidade se não diagnosticado precocemente. Pesquisas com o uso da célula-tronco mesenquimal (CTM) na terapia do câncer têm sido realizadas pelo seu inato tropismo por locais inflamados e tumorais, tornando-as em uma ferramenta promissora na distribuição de agentes antitumorais. Contudo, a sua aplicação ainda é controversa, pois, dependendo do microambiente tumoral presente, a CTM pode tanto inibir como favorecer o crescimento o tumoral. Pela divergência de resultados encontrados na literatura atual, faz-se necessário atualizar a eficácia antitumoral da CTM. Dessa forma, este projeto tem como objetivo avaliar a interação e o efeito da CTM murinas derivadas do tecido adiposo sobre as células de carcinoma mamário da linhagem murina 4T1. Serão avaliados in vitro e in vivo o crescimento tumoral e a capacidade de migração e invasão do tumor de mama na presença de CTM. Espera-se obter um melhor entendimento sobre interação entre a CTM e as células tumorais para futuramente elaborar estratégias no tratamento de carcinoma mamário e, assim, propiciar uma terapia mais efetiva e segura.