Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento físico combinado associado ao tratamento farmacológico nas adaptações neuroimunes em modelo experimental de Hipertensão e menopausa: papel do barorreflexo

Processo: 19/06277-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Kátia de Angelis Lobo D Avila
Beneficiário:Maycon Junior Ferreira
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema cardiovascular   Treinamento físico   Treinamento aeróbio   Treinamento de força   Tratamento farmacológico   Hidroclorotiazida   Enalapril   Estresse oxidativo   Hipertensão   Menopausa

Resumo

O aumento da Pressão Arterial (PA) em mulheres na pós-menopausa tem sido bem documentado. Além da terapia farmacológica, o Treinamento Físico Combinado (TFC) (exercício aeróbio complementado com o exercício resistido) tem sido clinicamente recomendado para o controle da PA nessa população, no entanto, a associação destes dois tipos de terapias foi muito pouco estudada. Este projeto tem por objetivos avaliar e comparar os efeitos do TFC associado ao tratamento farmacológico nas adaptações cardiovasculares, neuroimunes e de estresse oxidativo em um modelo experimental de hipertensão arterial e menopausa, bem como o papel dos pressorreceptores por meio da Denervação Sino-Aórtica (DSA). Ratas (n=72) espontaneamente hipertensas (SHR) serão distribuídas em 9 grupos (n=8/grupo): protocolo 1 (sedentárias (S), ooforectomizadas sedentárias (OS), Ooforectomizadas Sedentárias tratadas com Hidroclorotiazida (OSH), Ooforectomizadas Sedentárias tratadas com Enalapril (OSE), Ooforectomizadas Treinadas (OT), Ooforectomizadas Treinadas tratadas com Hidroclorotiazida (OTH) e Ooforectomizadas Treinadas tratadas com Enalapril (OTE)) e protocolo 2 (OTH, OTE, Ooforectomizadas Treinadas tratadas com Hidroclorotiazida submetidas a DSA (OTH-DSA) e Ooforectomizadas Treinadas tratadas com Enalapril submetidas a DSA (OTE-DSA)). A ooforectomia e DAS serão realizadas no 1º e 6º dia do estudo, respectivamente. Após 5 dias de tratamento farmacológico e adaptação aos equipamentos de treinamento, os grupos S e OS prosseguirão com tratamento placebo durante 8 semanas, enquanto que os demais grupos prosseguirão com tratamento com anti-hipertensivos (30mg/kg de Hidroclorotiazida ou 3mg/kg de Enalapril, diluídos na água de beber, fármacos com reconhecida eficácia clínica na redução da PA e mortalidade) e/ou TFC (3 dias/semana, 40-60% da capacidade máxima obtida em teste de esforço em esteira e escada). Ao final do protocolo o registro direto da PA, avaliações autonômicas e inflamatórias (neuroimunes) e de estresse oxidativo serão realizadas. Neste estudo, buscamos identificar se o treinamento físico combinado pode potencializar os efeitos do tratamento farmacológico, bem como compreender os mecanismos envolvidos na redução da PA em cada combinação de tratamento, em um modelo de hipertensão associado a privação dos hormônios ovarianos. (AU)