Busca avançada
Ano de início
Entree

Conflitos bélicos e a chave do tamanho: as conexões das crianças do 5º ano do Ensino Fundamental

Processo: 20/03049-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Renata Junqueira de Souza
Beneficiário:Estela Aparecida de Souza dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Ensino fundamental   Literatura infantojuvenil   Conflitos armados   Guerra   Crítica (filosofia)

Resumo

São escassos os estudos com os textos literários sobre temas polêmicos e sensíveis em sala de aula, já que os professores têm dificuldades de apresentar temas que formem uma nova visão de mundo, que sejam multiculturais. Portando, a escolha dessa pesquisa se forma a partir da leitura que realizei, do livro "A chave do Tamanho" de Monteiro Lobato 1989, no qual o autor trabalha com o tema da guerra, assunto muito discutido no ensino médio, mas pouco visto no ensino fundamental. Utilizando a conexão texto-mundo através das estratégias de leitura para a formação crítica e reflexiva de um leitor proficiente, podemos auxiliar na construção e no alargamento do conhecimento prévio do leitor. Os dados referentes ao Pisa evidenciam que o Brasil está em uma posição que clama por amparo em relação à leitura. Há que se encontrar maneiras de ajudar os alunos a entenderem o que leem e auxiliar os professores numa boa utilização da literatura, além do pretexto. A guerra pertencente ao contexto atual precisa estar mais à mostra no dia adia da escola para os alunos se reconhecerem pertencentes a uma sociedade e serem capazes de emancipar-se, já que eles têm diversos acessos aos jornais e à televisão. Nesta perspectiva, esta investigação de natureza qualitativa pretende ativar o conhecimento prévio do aluno através da leitura do livro e tratar a guerra através das conexões texto-mundo que os alunos têm consigo. Os dados serão coletados através da observação participativa em salas do 5º ano do Ensino Fundamental I e registrados em um Diário decampo para, após, serem contabilizados e ofertados mais livros aos alunos para o alargamento de seus conhecimentos. (AU)