Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação de inserção de implantes à mão livre e guiado por guia de perfuração cirúrgico paciente-específico na coluna cervical de gatos utilizando prototipagem rápida tridimensional

Processo: 20/04404-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2020
Vigência (Término): 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Luis Gustavo Gosuen Gonçalves Dias
Beneficiário:Gabriel Godoi de Moraes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Impressão tridimensional   Ortopedia e traumatologia veterinária   Prototipagem rápida   Tomografia computadorizada   Teste de Tukey   Gatos   Próteses e implantes

Resumo

Devido à complexidade anatômica da coluna cervical e as várias afecções que acometem a região, procedimentos cirúrgicos que utilizam a abordagem à "Mão Livre" para a inserção de implantes metálicos para estabilização vertebral podem levar a complicações devido ao seu mau posicionamento, aumentando assim, as chances de serem causadas lesões iatrogênicas nos pacientes. O desenvolvimento dos exames complementares por imagem representa grande avanço na medicina veterinária, auxiliando o cirurgião no planejamento e na realização de procedimentos complexos. Diante do quadro apresentado, o presente estudo tem como objetivo realizar estudo da inserção de implantes à mão livre, comparativamente aos implantados por meio de guia de perfuração cirúrgico paciente-específico manufaturados por prototipagem rápida tridimensional na coluna cervical de dez cadáveres de gatos. Os animais serão divididos equanimemente por sorteio em dois grupos (GML= grupo mão livre e GGC= grupo guia cirúrgico). Serão alocados nos corpos vertebrais de C5 e C6, no sentido ventrodorsal, pinos lisos de titânio, de 2 mm de diâmetro, perfurantes parciais, em ambos os lados (direito e esquerdo) de cada vértebra. O GML utilizará o lado direito de cinco espécimes e o lado esquerdo dos outros cinco restantes, e da mesma forma o GGC terá cinco espécimes alocados no lado direito e cinco no esquerdo. Previamente os dez cadáveres passarão por tomografia computadorizada onde as imagens geradas serão enviadas aos softwares RadiAnt®, Blender® e Slicer 3D® para posterior confecção dos guias de perfuração com a utilização do software Repetier Host® para impressão 3D. Após a aplicação dos implantes, os cadáveres serão encaminhados para realização de nova tomografia computadorizada, de maneira que possa ser avaliada a precisão das técnicas de inserção por meio de análise estatística com teste pareado, análise de variância e método de Tukey usando o Software GraphPad prism®.