Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de genes associados à resistência à cisplatina em células de Câncer de Pulmão A549 usando uma biblioteca CRISPR/Cas9 e NGS

Processo: 20/09133-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 19 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Fernando Moreira Simabuco
Beneficiário:Nathalia Quintero Ruiz
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/14818-9 - Estudo de alvos moleculares importantes para o controle do metabolismo em câncer: a via da mTOR/S6K com papel central, AP.JP2
Assunto(s):Biologia molecular   Neoplasias   Neoplasias pulmonares   CRISPR-Cas9   Sequenciamento de nova geração   Cisplatino   Genômica   Células A549   Serina-treonina quinases TOR

Resumo

As opções de tratamento atualmente disponíveis para o Câncer incluem cirurgia, radioterapia, terapia endócrina, imunoterapia e quimioterapia, sendo a última a primeira linha de tratamento para vários tipos de Câncer. Os tratamentos quimioterápicos geralmente falham devido à resistência aos medicamentos e a maioria dos medicamentos quimioterápicos é citotóxica e inespecífica, levando a uma ampla gama de efeitos colaterais. Portanto, o entendimento dos mecanismos moleculares da resistência a medicamentos contra o Câncer e a otimização da terapia contra o Câncer podem não apenas evitar a resistência ao Câncer, mas também minimizar os efeitos colaterais devido ao uso de doses mais baixas do medicamento. Os medicamentos à base de platina, como a cisplatina, são empregados para o tratamento de uma ampla variedade de tumores sólidos, incluindo Câncer de testículo, ovário, cabeça e pescoço, Câncer colorretal, bexiga e pulmão. Várias vias moleculares têm sido associadas à resistência à cisplatina, mostrando complexidade e importância para estudos futuros que abordam esse assunto. Entre as alterações nas células Cancerígenas associadas à resistência aos medicamentos, as alterações metabólicas estão atualmente sob investigação e vários estudos apontam que o direcionamento do metabolismo nas células Cancerígenas pode ser uma importante terapia adjuvante para combater a resistência aos medicamentos. Por exemplo, a metformina é capaz de diminuir a resistência à cisplatina no Câncer de pulmão e gástrico, aumentando a eficácia do medicamento, e a rapamicina apresenta efeitos adjuvantes contra a resistência à cisplatina no Câncer de estômago. O entendimento de como as células cancerígenas se tornam resistentes às terapias é uma demanda importante por abordagens terapêuticas direcionadas mais precisas, reduzindo a dosagem de medicamentos quimioterápicos frequentemente agressivos e, portanto, efeitos colaterais, aumentando a eficiência da terapia e do bem-estar dos pacientes. Aqui, propomos realizar uma análise genômica das células de Câncer de pulmão A549 após o tratamento com cisplatina usando uma biblioteca CRISPR/Cas9, identificando novos genes relacionados à resistência à cisplatina. Nosso foco principal serão os genes relacionados ao metabolismo, incluindo aqueles relacionados à sinalização do mTOR. Após a identificação, a validação de alguns desses genes será realizada para uma melhor compreensão do mecanismo molecular que desencadeia ou mantém a resistência à cisplatina das células de Câncer de pulmão. A análise de amostras de pacientes do ICESP-USP será realizada para validar nossos resultados in vitro. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)