Busca avançada
Ano de início
Entree

Entre casas e lagoas: etnografia da produção de sal vegetal entre os aweti (Tupi) do Alto Xingu (MT, Brasil)

Processo: 20/04333-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Etnologia Indígena
Pesquisador responsável:Marina Vanzolini Figueiredo
Beneficiário:Yuri Werner Biguetti Winkler
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Índios   Indígenas   Relação social   Parentesco   Plantas   Rio Xingu

Resumo

Este projeto de pesquisa tem como objetivo central discutir noções de parentesco e maestria entre os Aweti, povo falante de língua tupi que habita a região do Alto Xingu. A partir de uma etnografia sobre a produção de sal vegetal que utiliza como matéria-prima aguapés nativos de lagoas próximas a aldeia Tazujyt, temos como objetivos específicos: 1. Investigar as relações entre humanos e plantas com o intuito de problematizar dicotomias como selvagem/domesticado e não plantado/plantado. 2. Compreender de que forma noções como afinidade e consanguinidade operam nas relações entre humanos e destes com não humanos. 3. Atentar para os diferentes modos de conceitualização de uma mesma forma relacional recorrente no Alto Xingu, a saber, a maestria, tendo como pano de fundo as tensões entre simetria e assimetria na etnologia das terras baixas sul-americanas. Esperamos, com isso, ampliar tanto o conhecimento sobre os Aweti, quanto contribuir para as atuais reflexões sobre as relações entre humanos e plantas nas distintas sociocosmologias amazônicas. (AU)