Busca avançada
Ano de início
Entree

Teletransporte de estados do campo eletromagnético: de átomos para chips

Processo: 20/03920-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Geral
Pesquisador responsável:Paulo Alberto Nussenzveig
Beneficiário:Beatriz Vilela de Moura
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/18834-0 - Explorando informação quântica com átomos, cristais e chips, AP.TEM
Assunto(s):Física atômica   Óptica quântica   Emaranhamento quântico   Informação quântica   Teletransporte

Resumo

Propomos um método de conversão de estados quânticos do campo eletromagnético entre cores distintas do espectro, empregando os feixes emaranhados produzidos pela conversão paramétrica descendente em um oscilador paramétrico ótico (OPO). Estes feixes são produzidos por um OPO bombeado em 532 nm, com a geração de um campo intenso (~ mW) ressonante com a linha D1 dos átomos de Rb. O campo complementar, produzido em 1.608 nm, está na faixa da banda L de telecomunicações, apropriada para acoplamentos em longa distância e compatível com a tecnologia de microfabricação de dispositivos ópticos em chips de silício e nitreto de silício.Empregaremos o sistema na demonstração de teletransporte de diferentes estados quânticos da luz produzidos por interação com átomos de rubídio, com a conversão de freqüência da luz para a banda L. Partiremos do caso mais simples, de um campo coerente para, em seguida, teletransportarmos o estado comprimido gerado por auto-rotação de polarização, um dos elementos de um par emaranhado produzido por mistura de quatro ondas e, finalmente, estados com função de Wigner negativa, obtidos pela subtração de fótons de um estado comprimido. Com base em nossos trabalhos recentes envolvendo a importância de modos de banda lateral na detecção de propriedades espectrais, investigaremos ainda seu uso como canal duplo de emaranhamento para teletransporte. A versatilidade da técnica no acoplamento quântico de estações remotas ou na integração de sistemas quânticos com potenciais aplicações em processamento de informação será evidenciada. (AU)