Busca avançada
Ano de início
Entree

Tradução e estudo introdutório do tratado de harmonia de Cláudio Ptolomeu, livros II e III

Processo: 20/08483-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Línguas Clássicas
Pesquisador responsável:Paula da Cunha Corrêa
Beneficiário:Luís Alberto Goulart Firmino
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Língua grega clássica   Antiguidade Clássica   Instrumentos musicais   Platão   Iconografia

Resumo

O tratado musical de Cláudio Ptolomeu possui grande relevância entre os textos teóricos sobre música produzidos na Antiguidade Clássica. Isso porque Ptolomeu articula as diferentes concepções teóricas formuladas antes de seu período e elabora suas próprias noções sobre consonâncias entre os sons, tetracordes, escalas e os diferentes gêneros. Além disso, no desenvolvimento de seu tratado, o pensador alexandrino traz testemunhos acerca das diferentes afinações de instrumentos musicais, além de descrever instrumentos usados para fins teóricos e especulativos, como o monocórdio, o cânon octacorde e o hélicon. No terceiro livro, Ptolomeu faz associações entre as proposições acerca dos sons, feitas nos livros anteriores, e as estruturas da alma e dos movimentos celestes. Quando se considera a importância da música na sociedade grega - o que se constata nas inúmeras representações iconográficas e literárias de prática musical, além dos textos filosóficos que apontam a influência da música no comportamento -, o fato de o tratado de Ptolomeu testemunhar tanto das abordagens filosóficas, quanto das práticas sobre música e harmonia, demonstra sua relevância para a área de Estudos Clássicos e para os Estudos Musicológicos. Após traduzir o primeiro livro, o bolsista apresenta este projeto para a tradução do segundo e do terceiro, para completar o tratado e complementar o estudo introdutório com comentários relativos aos livros II e III.