Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção da referência durante momentos de brincadeiras espontâneas de uma criança com Transtorno do Espectro do Autismo

Processo: 20/06893-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Fernanda Miranda da Cruz
Beneficiário:Vitória Sellito de Melo
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Transtorno do espectro autista   Transtorno autístico   Corpus   Consentimento esclarecido   Pesquisa qualitativa

Resumo

A proposta deste projeto é analisar, sob a perspectiva interacionista (MONDADA, 2016; CAVALCANTE, 2012; MORATO, 2013; COSTA FILHO, 2013;CRUZ, 2017), como ocorrem as práticas de atenção conjunta e de construção da referência de crianças diagnosticadas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) durante suas interações em ambiente escolar com outras crianças não-autistas. A atenção conjunta, nosso foco de interesse, é essencial para o desenvolvimento de interações sociais mútuas e da constituição da função simbólica na linguagem (BOSA, 2002). Metodologicamente, nossa proposta é realizar gravações em vídeo durante momentos de brincadeiras entre crianças com TEA e crianças não- autistas da Escola Municipal de Educação Básica Márcio Gomes, Município de Poá-SP, durante dois meses. Participarão deste estudo crianças que frequentam quatro turmas da respectiva escola, contendo ao todas quatro crianças com TEA e 96 crianças neurotípicas, nos níveis de Pré-I e Pré-II. Após a observação e gravação em vídeo desses momentos de interação, aplicar-se-á uma metodologia de pesquisa qualitativa para estudos linguísticos-interacionais: será feita uma transcrição dos vídeos a partir da convenção de transcrição de Mondada (2016), em ANEXO ao projeto, com subsídio do software ELAN (WITTENBURG et al, 2006). A autorização prévia da escola para a permanência e acompanhamento das atividades foi solicitada e obtida e a autorização para a participação das crianças será feita com o pedido de assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido endereçado a seus responsáveis. Essa pesquisa visa colaborar com a descrição da construção da referência e da atenção conjunta no Transtorno do Espectro do Autismo a partir de dados de situações naturalísticas e espontâneas.