Busca avançada
Ano de início
Entree

Balanço redox na Síndrome cardiorrenal: ênfase sobre os receptores purinérgicos vasculares

Processo: 20/07816-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Cristina Ribas Fürstenau
Beneficiário:Geovane Felippe Alves
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia cardiovascular   Síndrome cardiorrenal   Sistema cardiovascular   Expressão gênica   Estresse oxidativo   Substâncias redutores   Purinérgicos   Peptídeos e proteínas de sinalização intracelular

Resumo

A síndrome cardiorrenal (SCR) se caracteriza como um conjunto de disfunções cardíacas e renais, em que a injúria de um órgão, gera distúrbios no outro, além de um desbalanço oxidativo perceptível no plasma, devido à fina interação e relação entre os dois sistemas. O sistema vascular, responsável por transportar o sangue por todo o corpo também é afetado pela SCR, através de fatores neuro-humorais, hemodinâmicos, bioquímicos e de estresse oxidativo. O sistema purinérgico é um sistema de sinalização celular pelos nucleotídeos e nucleosídeos, tendo destaque na função vascular, visto que medeia vasodilatação e vasoconstrição, além de ter sido apontado como importante anti-apoptótico quando há desbalanço redox. Assim, o objetivo desse projeto é analisar a possível alteração na expressão gênica dos receptores purinérgicos da vasculatura em resposta ao estresse oxidativo oriundo da SCR.