Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de BioMOFs à base de Ácido fólico e Curcumina

Processo: 19/26883-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Leila Aparecida Chiavacci Favorin
Beneficiário:Fernanda de Melo Fernandes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Síntese

Resumo

As redes metalo-orgânicas são polímeros de coordenação que possuem estrutura com alta cristalinidade e grande porosidade. Essa nova classe de materiais vem sendo estudada como sistema de liberação controlada de fármaco. Existe ainda a possibilidade de desenvolvimento desses materiais utilizando ligantes orgânicos biocompatíveis e com atividade biológica, dando origem aos BioMOFs (do inglês: Biocompatible Metal-Organic Frameworks). Dessa forma, objetiva-se neste trabalho realizar a síntese e caracterização de duas BioMOFs baseados no ligante ácido fólico e curcumina com íons ferro (III), separadamente, para futura aplicação como sistemas de liberação controlada de fármacos. O ácido fólico recentemente vem sendo relacionado com a diminuição da proliferação de células tumorais, principalmente à de colorretal e a curcumina possui propriedades farmacológicas interessantes, sendo estas, anti-oxidantes, antiinflamatórias e anti-cancerígenas. Na primeira etapa do trabalho serão investigados os parâmetros de síntese adequados para o desenvolvimento de cada sistema, incluindo o pH reacional, tempo de reação e temperatura. Em seguida será realizada a caracterização desses materiais utilizando medidas de difração de raios-X, espectroscopia na região do infravermelho, espectroscopia de ressonância magnética, análise de fissorção de N2 e microscopia eletrônica de varredura. Alguns resultados preliminares já foram obtidos pelo grupo de pesquisa ao qual este projeto está vinculado, como a confirmação da coordenação do ligante orgânico ácido fólico com o metal ferro. Esses resultados são promissores e sugerem a possibilidade de formação das BioMOFs.