Busca avançada
Ano de início
Entree

Ativação de redes de interação gênica em resposta à modulação por fatores endógenos e ambientais durante o desenvolvimento de operárias e rainhas de Apis mellifera

Processo: 20/04166-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Zilá Luz Paulino Simões
Beneficiário:Thiago da Silva Depintor
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Genética do desenvolvimento   MicroRNAs   Apis mellifica   Hormônio juvenil em insetos   Hemolinfa   Polinizadores   Agrotóxicos

Resumo

Complexas redes de interação gênica são ativadas em resposta aos hormônios morfogenéticos, Hormônio Juvenil (HJ) e ecdisona, durante o desenvolvimento dos insetos holometábolos. A ativação dessas redes, composta por: fatores de transcrição, genes de resposta e genes reguladores (miRNAs), é responsável por profundas mudanças morfológicas e fisiológicas que caracterizam os estágios do desenvolvimento, ovo, larva, pupa e adultos. O HJ juntamente com os fatores de transcrição GCE e TAI formam um complexo que promove a transcrição de genes como Kr-h1 e provavelmente ET, responsáveis por impedir a metamorfose prematura em Apis mellifera, organismo modelo deste estudo. O hormônio HJ encontra-se no topo da hierarquia nesta via de sinalização, porém sabe-se que fatores ambientais influenciam os níveis de hormônios circulantes na hemolinfa. Neste projeto, pretendemos estudar o HJ e a via de sinalização desencadeada por ele, com atenção especial aos fatores ambientais, tais como: alimentação diferenciada (rainhas e operárias), regimes diferenciais de iluminação e temperatura (estágios larvais, pupais e adulto) e ainda, contato com pesticidas análogos do HJ (Pyriproxyfen - PPN). Além disso propomos a quantificação de HJ na hemolinfa durante todas as fases do desenvolvimento prematuro de A. mellifera, que por certo, permitirá um melhor entendimento da via de sinalização do HJ neste importante grupo de insetos polinizadores e que atualmente é fortemente impactado pelo uso descontrolado de inseticidas. (AU)