Busca avançada
Ano de início
Entree

CRESCIMENTO MORFOMÉTRICO E ALOMÉTRICO DE GENÓTIPOS DE CARPAS (Cyprinus carpio)

Processo: 20/05990-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Vander Bruno dos Santos
Beneficiário:Lucas Rosan Furquim
Instituição-sede: Instituto de Pesca. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cruzamentos genéticos   Piscicultura

Resumo

Objetiva-se estabelecer curvas de crescimento entre diferentes genótipos de carpas comum, avaliando a morfometria e relações alométricas corporais. O experimento será conduzido na propriedade do empreendimento Mundokoi, localizada no município de Juquitiba por um período de 12 meses. Serão utilizados 800 alevinos de carpas selecionados por padrão nishikigoi (conformação corporal e/ou coloração), provenientes de dois cruzamentos diferentes. Inicialmente, os alevinos de aproximadamente 10 g, serão cultivados em 8 tanques rede de 6 m³, dispostos paralelamente em uma represa de 1500 m², na densidade de 15 alevinos/m³. A alimentação será realizada com ração formulada extrusada especifica para cada fase de crescimento, sendo fornecida 4 vezes ao dia, na quantidade de 5 - 8% da biomassa. O oxigênio dissolvido e a temperatura serão monitorizados semanalmente. O pH, amônia, nitrito e nitrato, mensalmente, por ocasião das amostragens dos animais. Com o crescimento dos animais, serão feitas amostragens de 10 carpas de cada tanque nos dias 0, 60, 120, 240 e 360 de cultivo após terem passado por um período de jejum de 24 horas. Os animais amostrados serão pesados e medidos em comprimento, sendo determinados o ganho de peso e a conversão alimentar em cada período. Serão ajustadas curvas de crescimento, pelo modelo de Gompertz, de peso em função da idade para determinação e comparação das taxas de crescimento e curvas de crescimento morfométrico (forma x peso). Serão realizadas as medidas como comprimento da cabeça (CC), comprimento padrão (CP), altura do corpo (AC) e largura do corpo (LC). Após jejum por 24 horas e insensibilização por choque térmico, 5 peixes serão abatidos (anóxia), pesados e dissecados. Para a avaliação alométrica serão pesadas as seguintes partes componentes dos peixes: cabeça, carcaça, vísceras, fígado, intestino, gordura celomática e gônadas. O estudo do crescimento alométrico das partes dos peixes será realizado mediante o modelo da equação exponencial y = axbe. O delineamento experimental será inteiramente casualizado em esquema fatorial, sendo avaliados 2 tratamentos em 5 períodos com 4 repetições (tanques). Os dados de desempenho e morfometria serão submetidos à análise de variância e as estimativas do modelo de crescimento serão obtidas por Quadrados Mínimos Ponderados. Os parâmetros da curva para cada genótipo serão comparados por seus intervalos de confiança a 95% de probabilidade. Equações e coeficientes de determinação (R²) serão fornecidos. Também serão determinadas as taxas de crescimento absoluta e relativas, peso e idade à inflexão. Em todas as análises será adotada a significância de 5%.