Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação de neurônios noradrenérgicos do Locus coeruleus nas manifestações comportamentais e cardiorrespiratórias ao ataque de pânico induzido por CO2

Processo: 20/02907-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Luciane Helena Gargaglioni Batalhão
Beneficiário:Gabriel Carvalho Ripamonte
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Comportamento   Caracteres sexuais   Locus cerúleo   Noradrenalina   Ventilação   Fenômenos fisiológicos respiratórios

Resumo

O Locus coeruleus (LC) é um núcleo noradrenérgico sexualmente dimórfico que se projeta para todo o encéfalo e é a principal fonte de noradrenalina central controlando diversas funções fisiológicas, incluindo a quimiorrecepção central. É bem descrito que desequilíbrios na modulação da neurotransmissão noradrenérgica são responsáveis por diversas desordens psiquiátricas, incluindo o transtorno do pânico. Pacientes que apresentam tal desordem são mais sensíveis às variações na concentração de CO2 e pH e, portanto, são mais propensos a experimentar o "alarme falso de asfixia" que, por sua vez, desencadeia o ataque pânico. Sabe-se que encéfalo detecta ácido por várias razões além do controle ventilatório, e a associação entre hipercapnia e distúrbios de pânico é bastante forte. Sendo assim, esse projeto tem como objetivos investigar a participação dos neurônios noradrenérgicos do LC no ataque de pânico induzido por CO2. Para tal, camundongos nocautes machos e fêmeas com ausência dos neurônios catecolaminérgicos da região A6 (En1Cre; DbhcKO) serão expostos à hipercapnia severa e a ventilação, respostas autonômicas e o comportamento serão avaliados. Adicionalmente, alguns estudos sugeriram heterogeneidade das células do LC, desta forma iremos averiguar se a população de células noradrenérgicas do LC ativadas por hipercapnia moderada (7% CO2) e severa (20% CO2) recebem projeções eferentes dos neurônios do Pré-Botzinger, região envolvida com controle da respiração, e do núcleo central da amigdala, região envolvida com comportamento. Para tal, tracejadores retrógados serão injetados no complexo Pré-Botzinger e núcleo central da amígdala de camundongos não mutantes machos e fêmeas, para averiguar suas projeções para o LC. (AU)