Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da estimulação cognitiva associada a exercícios físicos de prevenção de quedas nas dimensões físicas e cognitivas de idosos comunitários com déficit cognitivo

Processo: 20/06566-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2020
Vigência (Término): 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Karina Gramani Say
Beneficiário:José Emanuel Alves
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Acidentes por quedas   Cognição   Envelhecimento   Equilíbrio postural   Idosos   Geriatria   Exercício físico   Estudos experimentais

Resumo

As quedas são eventos multifatoriais de alta prevalência entre idosos, que influenciam negativamente nas condições de vida e atuam na redução de condições biopsicossociais, com consequências para o caidor e para seu ciclo social. As principais causas estão interligadas às condições extrínsecas, relacionadas ao ambiente e intrínsecas como alterações na marcha, sendo algumas potencializadas devido alterações cognitivas. Diante disso, este estudo faz-se necessário, uma vez que busca verificar a influência de ações preventivas no âmbito físico e cognitivo, voltadas para as quedas e seus agravos. Trata-se de um estudo experimental, duplo-cego, de caráter longitudinal com abordagem quantitativa, com pré e pós teste. Serão selecionados indivíduos comunitários de 60 anos ou mais, com déficit cognitivo e caidores. Os participantes serão aletoriamente alocados em dois grupos: grupo experimental (GE) e grupo controle (GC), ambos serão submetidos a intervenções físicas. O GE contará com estimulação cognitiva. A intervenção física será composta por exercícios de alongamento, coordenação, fortalecimento muscular, dupla-tarefa e equilíbrio, com duração aproximada de 45 minutos. A intervenção cognitiva será composta por atividades que estimulem os diversos domínios cognitivos, com duração em torno de 45 minutos. Ambas ocorrerão 2 vezes na semana, por 16 semanas. Espera-se que, após a fase experimental, possa-se atestar a influência desses programas preventivos de estimulação física e cognitiva no risco de quedas de idosos comunitários com déficit cognitivo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)