Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da estimulação cognitiva associada a exercícios físicos de prevenção de quedas nas dimensões físicas e cognitivas de idosos comunitários com déficit cognitivo

Processo: 20/06566-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Karina Gramani Say
Beneficiário:José Emanuel Alves
Instituição Sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):21/12592-6 - Impactos da dança mediada por tecnologia no equilíbrio postural, função física e cognitiva de idosos comunitários, BE.EP.IC
Assunto(s):Acidentes por quedas   Cognição   Envelhecimento   Equilíbrio postural   Idosos   Geriatria   Exercício físico   Estudos experimentais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Acidentes por Quedas | cognição | Envelhecimento | equilibrio postural | idoso | Gerontologia

Resumo

As quedas são eventos multifatoriais de alta prevalência entre idosos, que influenciam negativamente nas condições de vida e atuam na redução de condições biopsicossociais, com consequências para o caidor e para seu ciclo social. As principais causas estão interligadas às condições extrínsecas, relacionadas ao ambiente e intrínsecas como alterações na marcha, sendo algumas potencializadas devido alterações cognitivas. Diante disso, este estudo faz-se necessário, uma vez que busca verificar a influência de ações preventivas no âmbito físico e cognitivo, voltadas para as quedas e seus agravos. Trata-se de um estudo experimental, duplo-cego, de caráter longitudinal com abordagem quantitativa, com pré e pós teste. Serão selecionados indivíduos comunitários de 60 anos ou mais, com déficit cognitivo e caidores. Os participantes serão aletoriamente alocados em dois grupos: grupo experimental (GE) e grupo controle (GC), ambos serão submetidos a intervenções físicas. O GE contará com estimulação cognitiva. A intervenção física será composta por exercícios de alongamento, coordenação, fortalecimento muscular, dupla-tarefa e equilíbrio, com duração aproximada de 45 minutos. A intervenção cognitiva será composta por atividades que estimulem os diversos domínios cognitivos, com duração em torno de 45 minutos. Ambas ocorrerão 2 vezes na semana, por 16 semanas. Espera-se que, após a fase experimental, possa-se atestar a influência desses programas preventivos de estimulação física e cognitiva no risco de quedas de idosos comunitários com déficit cognitivo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)