Busca avançada
Ano de início
Entree

Biodiversidade marinha na Educação básica: pesquisas visando a integração curricular do conhecimento gerado no âmbito do programa Biota/FAPESP

Processo: 20/09031-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Nélio Marco Vincenzo Bizzo
Beneficiário:Renata Aparecida dos Santos Alitto
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/05843-4 - O Programa BIOTA-FAPESP na educação básica: possibilidades de integração curricular, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Biota   Invertebrados marinhos   Zoologia

Resumo

Conservar e proteger a biodiversidade marinha tem se tornado cada vez mais uma necessidade imperiosa, pois é a partir dela que temos acesso a alimentos, minerais e muitos outros produtos que podem ser usados pelas indústrias biomédica e farmacêutica. Porém, apesar de toda essa importância, muitas pessoas não reconhecem a relação entre seu cotidiano e a biodiversidade marinha. No âmbito escolar, um dos motivos para isso é a falta de atividades didáticas e de material para estudantes e professores. Esse contexto de pouca ou nenhuma menção à biodiversidade brasileira não reflete a realidade da pesquisa nacional, a qual cresceu consideravelmente nos últimos anos. A exemplo, importantes contribuições foram feitas a partir de dois grandes projetos como o Biota/FAPESP - Bentos Marinho e o Biota/FAPESP - Araçá. No entanto, é nítida a dificuldade em transpor todo esse conhecimento para a sala de aula. Diante desse cenário, o objetivo principal desta proposta é pesquisar o conhecimento que os alunos têm sobre biodiversidade marinha brasileira, identificar demandas e utilizar o banco de dados do Biota para elaborar materiais que possam ser utilizados para atender essas demandas. Ao atingir esse objetivo, espera-se que os estudantes tenham um pensamento crítico e atitudes mais ativas frente aos assuntos relacionados à biodiversidade marinha.