Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise comparativa de ideofones em quatro línguas do tronco Tupi

Processo: 20/06696-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística
Pesquisador responsável:Luciana Raccanello Storto
Beneficiário:Helena Garcia Ferreira da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Comparação   Línguas indígenas   Morfologia   Semântica

Resumo

O projeto tem como objeto de estudo o fenômeno linguístico dos ideofones, partindo do conceito proposto por Luciana Storto (2012) que leva em consideração a língua Karitiana, além do conceito de Gabas Jr. e Auwera (2004), que analisa ideofones em Karo. Com base nos ideofones analisados e testados por Storto em Karitiana, uma análise comparativa será feita entre as seguintes línguas: Karitiana, Karo e Suruí. Essas, de acordo com a proposição de Rodrigues (2007), pertencem ao ramo ocidental do tronco linguístico Tupi, e todas são faladas em Rondônia. As três línguas foram selecionadas, dentre os idiomas do ramo oeste, pois foram descritas como possuindo uma classe de ideofones. A análise observará a existência e ocorrência de ideofones nas duas línguas ocidentais em contraste aos mesmos aspectos no Karitiana. Ademais, os três idiomas ocidentais serão comparados à língua Munduruku, que pertence ao ramo oriental do mesmo tronco linguístico. Essa será a última etapa da análise comparativa, para possibilitar a ampliação da descrição dos ideofones. Para verificar a hipótese da ramificação de Rodrigues (2007) sob a perspectiva morfológica no que diz respeito aos ideofones, é necessário averiguar a existência de ideofones também em uma língua do ramo Leste. Essa análise permitirá a corroboração ou a contestação da hipótese de proximidade entre as línguas do tronco Tupi, formulada por Rodrigues (2007).