Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade morfológica craniana, micro-evolução e ocupação do Vale do Ribeira de Iguape por grupos humanos no Holoceno

Processo: 20/07873-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Pesquisador responsável:Maria Mercedes Martinez Okumura
Beneficiário:Thomas Massayoshi Kohatsu
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/23282-5 - Continuidade e mudança em grupos pré-históricos do Vale do Ribeira de Iguape (São Paulo e Paraná): aplicações da teoria evolutiva a bioarqueologia e estudos de cultura material, AP.JP
Assunto(s):Craniometria   Holoceno   Vale do Ribeira (SP)

Resumo

A construção de montículos foi um hábito comum em várias populações pré-históricas ao redor do mundo. No Brasil, há diversos sítios pré-históricos do tipo montículo, entre eles, os sambaquis costeiros, os aterros do Pantanal, os Cerritos do sul do país e os sambaquis fluviais. Em relação a esses últimos, destaca-se o Vale do Rio Ribeira de Iguape como uma região de grande concentração desses sítios arqueológicos. Tal região está sendo, atualmente, estudada no projeto Continuidade e Mudança em Grupos Pré-históricos do Vale do Ribeira de Iguape (São Paulo e Paraná): Aplicações da Teoria Evolutiva a Bioarqueologia e Estudos de Cultura Material, coordenado pela Profª Drª Mercedes Okumura, sendo que o presente projeto de Iniciação Científica é um entre vários ligados ao projeto supracitado. O presente Projeto de Iniciação Científica tem como objetivo principal explorar a afinidade biológica entre os indivíduos associados aos sambaquis fluviais e outros grupos pré-históricos brasileiros, incluindo aqueles relacionados aos sambaquis costeiros e sítios do interior do país. Essa comparação será feita a partir da análise de dados craniométricos (54 medidas lineares descritas por W. W. Howells) através da aplicação de métodos estatísticos multivariados diferentes daqueles utilizadas nos trabalhos anteriores. Além disso, levando-se em conta que o Vale do Ribeira de Iguape apresentou três períodos distintos de ocupação ao longo do Holoceno, espera-se testar a associação entre os grupos humanos do Vale do Ribeira de Iguape pelo ponto de vista cronológico também.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)