Busca avançada
Ano de início
Entree

Resistência, microestrutura da zircônia totalmente estabilizada e taxas de sobrevivência após cimentação adesiva

Processo: 20/04435-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Renata Marques de Melo Marinho
Beneficiário:Jonas Vinicius Meireles Rodrigues
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Prótese dentária   Infiltração dentária   Microestruturas   Processo sol-gel   Tensão de Weibull   Zircônia

Resumo

O objetivo deste estudo é desenvolver um vidro que seja termicamente compatível ao ser infiltrado em uma zircônia parcialmente estabilizada por óxido de ítrio (5Y-PSZ), caracterizá-los e testá-los sob fadiga. Serão confeccionados discos de zircônia (5Y-PSZ) (N=140) dimensões 1,2x12mm e NEMA G-10 (N= 80) dimensões de 2,5x12mm que serão polidos com lixas de carbeto de silício numa politriz. Os discos de zircônia serão aleatoriamente distribuídos a fim de compor as duas partes do trabalho. A parte A tratará da caracterização feita através dos grupos: Zpr (n=30) zircônias apenas sinterizada, e o grupo Zinf (n=30) onde será aplicado o vidro e sinterizada. Serão testados através do ensaio de flexão biaxial (MPa) e as fraturas serão avaliadas via Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), Difratometria de Raios X (DRX) e, será aplicada a Análise de Weibull (nível de significância de 5%) para verificar a homogeneidade estrutural. A parte B testará, via stepwise stress, modelos simplificados de restauração, grupos: Kctrl (controle -, n=20), Kglz (controle +, n=20), Kinfoc (infiltração na superfície "oclusal" n=20) e Kinfcim (infiltração na superfície de cimentação, n=20). O tratamento de superfície da zircônia será realizado com jateamento com partículas de óxido de alumínio (30-50 micras) com exceção do grupo Kinfcim que será condicionado com ácido fluorídrico 2% por 10 segundos e lavagem com jato de ar e água por 30 segundos, os discos de NEMA G10 serão condicionados com ácido fluorídrico 10% por 60 segundos e lavados com jato de ar e água por 30 segundos. Os grupos da parte B serão cimentados com cimento resinoso de cura dual e fotopolimerizados com diodo emissor de luz com intensidade de 1400 mW/cm2, que será aplicado nas quatro faces ao redor do espécime por 40 segundos cada. Os espécimes serão avaliados via Transiluminação Obliqua, Estereomicroscópio e, posteriormente, em MEV. Os dados obtidos através do ensaio stepwise stress serão analisados pelo teste de Kaplan Meier a fim de estimar o tempo de vida dos materiais em vários intervalos de tempos e cargas possíveis. (AU)