Busca avançada
Ano de início
Entree

Pimentão verde cultivado sob regimes hídricos e massas de condicionador orgânico de solo

Processo: 19/24890-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Água e Solo
Pesquisador responsável:Luiz Fabiano Palaretti
Beneficiário:João Marcos Dorati Belessa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Engenharia ambiental   Recursos hídricos   Escassez de água   Produção agrícola   Manejo da irrigação   Solo arenoso   Delineamento experimental   Análise de variância   Análise de regressão

Resumo

A cultura do pimentão é considerada importante e significativa para o setor brasileiro, favorecendo desde o pequeno até o grande produtor desta hortaliça. É cultivada em toda federação brasileira, principalmente no Estado de São Paulo e Minas Gerais. Estudos tem indicado que o conteúdo de água em solos de textura arenosa é a principal restrição para o aumento da produção agrícola, norteando os produtores apontamentos afim de definir e indicar alternativas no maior aproveitamento da água pela cultura de pimentão por ele explorado. Neste trabalho definiu-se a seguinte hipótese: cultura de pimentão verde irrigada com menor lâmina de irrigação associada a maior massa de palma forrageira incorporada ao solo, terá comportamento semelhante ao tratamento que não recebeu nenhuma incorporação de palma forrageira no solo com regime hídrico 100% capacidade de vaso. A partir da hipótese definiu-se que o objetivo principal da presente proposta será avaliar a produtividade e as características morfofisiológicas da cultura do pimentão sob regimes hídricos e massas de palma forrageira incorporada a solo de textura arenosa em clima tropical. O presente ensaio será implantado no Setor de Plasticultura do Departamento de Engenharia Rural da FCAV, UNESP, Câmpus de Jaboticabal. Na área experimental será cultivada a cultura do pimentão verde. O manejo da irrigação será realizado através da saturação do vaso e posterior drenagem, definindo assim a "capacidade de vaso", que corresponde a quantidade máxima de água que pode ser retida no volume de solo considerado. O turno de rega a ser adotado será de 1 dia. O delineamento experimental adotado será em blocos casualizados, em fatorial 4 x 4, sendo constituídos de quatro regimes hídricos: RH1= 100%; RH2= 85%, RH3= 70% e RH4= 55% da capacidade de vaso; e quatro massas de palma forrageira cortadas e incorporada ao solo: PF1= 0; PF2= 50; PF3= 75 e PF4= 100 g dm-3 de solo, totalizando 16 tratamentos com 4 repetições. Para avaliar a resposta da cultura aos tratamentos, serão analisadas as seguintes avaliações: altura de plantas, comprimento de fruto, número de frutos; diâmetro do caule, produtividade, classificação de frutos, clorofila total, temperatura do dossel, potencial hídrico, eficiência do uso da água e teor relativo de água na folha. Os dados serão analisados com uso do software Agroestat Versão 1.0 e interpretados por meio das significâncias das análises de variância e regressão, considerando-se o nível de probabilidade de até 5% pelo teste F.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: