Busca avançada
Ano de início
Entree

Sobrevivência em fadiga de coroas bioinspiradas bilaminadas: estudo in vitro

Processo: 20/07693-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Guilherme de Siqueira Ferreira Anzaloni Saavedra
Beneficiário:Ana Beatriz Gomes de Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Prótese dentária   Coroas dentárias   Cerâmica (materiais cerâmicos)   Fenômenos biomecânicos   Fadiga dos materiais   Técnicas in vitro

Resumo

O objetivo deste estudo será avaliar o comportamento biomecânico e a resistência à fadiga de coroas bioinspiradas bilaminadas com infraestruturas modificadas na superfície vestibular (parte A) e utilizando diferentes materiais cerâmicos com módulos elásticos distintos para compor essas coroas (parte B). Serão confeccionadas 105 coroas bioinspiradas, de acordo com os seguintes grupos: parte A - IC (Infraestrutura Convencional), IME (Infraestrutura Modificada Estratificada) e IMC (Infraestrutura Modificada Cimentada), todas confeccionadas em dissilicato de lítio + porcelana; parte B - DL+LEU (Dissilicato De Lítio + Leucita), LEU+DL (Leucita + Dissilicato De Lítio), CH+DL (Cerâmica Híbrida + Dissilicato De Lítio) e CH+LEU (Cerâmica Híbrida + Leucita). As coroas serão cimentadas com cimento resinoso fotopolimerizável (Variolink Esthetic LC) sobre preparos para coroa total confeccionados em resina G10, e então submetidos ao teste de fadiga stepwise stress. Para este, três amostras de cada grupo será submetido ao teste monotônico para que sejam determinados os parâmetros para o teste de fadiga. As marcas de fratura e modo de falha das coroas serão avaliados e classificados por estereomicroscopia e microscopia eletrônica de varredura. Também será realizada análise por elementos finitos (FEA) de todos os grupos, para avaliar a distribuição de tensões sobre as coroas bioinspiradas e sobre os preparos dentais, de acordo com cada uma das partes. (AU)