Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação do óxido nítrico nas arritmias cardíacas durante o Hipotireoidismo

Processo: 19/18918-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Danilo Roman Campos
Beneficiário:Diego Santos de Souza
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Eletrofisiologia   Hipotireoidismo   Óxido nítrico   Técnicas de Patch-Clamp

Resumo

As arritmias cardíacas estão entre as doenças que mais levam à incapacidade e morte súbita ao redor do mundo, sendo que doenças da tireoide, principalmente hipotireoidismo, tem papel de destaque. Os hormônios tireoidianos regulam a expressão dos genes miocárdicos que controlam o manuseio do cálcio intracelular, o que afeta a função do coração podendo alterar o acoplamento excitação-contração do órgão. Sabe-se que o hipotireoidismo leva a uma redução no comprimento do cardiomiócito, redução da expressão da ATPase de Ca2+ do retículo sarcoplasmático (SERCA) com aumento da expressão do seu inibidor - a fosfolambam, redução do transiente intracelular de cálcio. Em conjunto, essas alterações culminam em uma dinâmica espacial e temporal alterada do ciclo de Ca2+. Diversos sinalizadores tem capacidade de modular o acoplamento excitação-contração em doenças, dentre elas pode-se citar o óxido nítrico (NO). Ele é sintetizado pelas óxido nítrico síntases (NOS), que são subdivididas em endotelial (eNOS), neuronal (nNOS) e induzida (iNOS). Sabemos que o hipotireoidismo aumenta da atividade da iNOS em ventrículos de ratos levando a redução da fração de ejeção durante estimulação adrenérgica. Contudo, pouco se sabe sobre a participação da eNOS e nNOS durante o hipotireodismo e como elas contribuem para a alteração na dinâmica NO e sua participação do controle da função cardíaca, principalmente do controle do cálcio intracelular em cardiomiócitos durante o hipotireoidismo . Portanto, esperamos investigar se o hipotireoidismo causa disfunção cardíaca através da via de sinalização do óxido nítrico.