Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos do fipronil, 2,4-D e suas misturas nas interações entre predadores e presas da biota aquática neotropical

Processo: 20/07221-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Raquel Aparecida Moreira
Beneficiário:Kaue Leopoldo Ferraz Ruggiero
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/18790-3 - Consequências ambientais da conversão pastagem-cana-de-açúcar e intensificação de pastagens, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Ecotoxicologia   Agrotóxicos   Invertebrados   Cadeia alimentar   Toxicidade

Resumo

O crescimento de sistemas agrícolas no Brasil apresenta, como consequência, o aumento do uso de agrotóxicos, tornando o país o maior consumidor mundial desses compostos. O uso indiscriminado dessas substâncias é motivo de preocupação socioambiental, visto que há problemas relacionados desde a perda de biodiversidade até riscos à saúde pública. No sudeste brasileiro, região onde ocorre a maior produção de cana-de-açúcar, destaca-se o uso nessas monoculturas do inseticida Regent® 800 WG, cujo princípio ativo é o fipronil e o herbicida DMA® 806 BR, que tem como princípio ativo o 2,4-D. Diante do apresentado, a problemática que circunda o uso desses agrotóxicos e os seus efeitos sobre organismos não-alvos autóctones de ambientes contaminados e consequências ecossistêmicas é iminente. Sabe-se que a predação desempenha um papel importante na manutenção da estrutura e funcionamento dos ecossistemas, no entanto, poucos estudos foram realizados até o momento para avaliar essa interação. Para isso, o presente projeto objetivo inicialmente analisar a toxicidade aguda dos agrotóxicos fipronil e 2,4-D isoladamente e em misturas sobre as espécies Tramea cophysa (Libellulidae, Odonata) e Belostoma sp. (Bellostomatidade, Hemiptera). Posteriormente, serão analisados os efeitos dos agrotóxicos de forma isolada e em misturas sobre a taxa de alimentação e preferência alimentar das espécies T. cophysa e Belostoma sp. em testes de toxicidade em laboratório. A preferência alimentar será avaliada oferecendo diferentes presas para essas espécies de predadores. Como consequência, espera-se que o trabalho possa contribuir para aumentar a compreensão de mecanismos da cadeia alimentar subjacentes ao estresse químico.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)