Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de resíduos e contaminantes em alimentos infantis comercializados no Brasil por UHPLC-QqQ-MS/MS: desenvolvimento e validação de métodos

Processo: 20/01974-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Helena Teixeira Godoy
Beneficiário:Rafaela Prata
Supervisor no Exterior: Roberto Romero González
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Almería (UAL), Espanha  
Vinculado à bolsa:19/04727-9 - Desenvolvimento e validação de métodos analíticos para a determinação de contaminantes de processamento e resíduos de agroquímicos em alimentos infantis, BP.DD
Assunto(s):Análise de alimentos   Contaminantes químicos em alimentos   Alimentos infantis   Toxicidade   Micotoxinas   Cromatografia líquida   Espectrometria de massas

Resumo

Nos últimos anos, os avanços na cromatografia líquida de ultra eficiência (UHPLC) acoplada à espectrometria de massa (MS) aumentaram exponencialmente resultando em uma mudança nas técnicas cromatográficas tradicionais no campo da análise de contaminantes alimentares. Métodos multi-classes e multi-resíduos, com preparo mínimo de amostra, e consequentemente, mínimo manuseio da amostra e redução do uso de solventes orgânicos e das etapas de extração, estão sendo empregados na determinação de diversos contaminantes e resíduos em alimentos infantis. Constituídos majoritariamente de frutas, cereais, carnes e leites, os alimentos infantis, são passíveis da presença de resíduos de agroquímicos, aflatoxinas e contaminantes formados durante o processamento. Assim, a ocorrência desses compostos em alimentos infantis tem atraído a atenção de pesquisadores e autoridades reguladoras em todo o mundo devido à toxicidade e a vulnerabilidade desse grupo de consumidores, porém, até o presente momento no Brasil, há pouca informação na literatura científica acerca desses resíduos/contaminantes nos alimentos em questão. Nesse contexto, métodos analíticos serão desenvolvidos e validados para a determinação simultânea de resíduos de agroquímicos de diferentes classes químicas e micotoxinas; como também para a determinação de acrilamida, um contaminante de processamento, em alimentos infantis comerciais e caseiros congelados. Para isso, técnicas de preparo de amostras miniaturizadas, visando um menor consumo de reagentes e geração de resíduos, serão associados à técnica analítica de UHPLC-QqQ-MS/MS, com o propósito de atender aos requisitos analíticos como seletividade e a sensibilidade para a análise desses contaminantes em alimentos infantis. (AU)