Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de variações do número de cromossomos (aneuploidia) em Trypanosoma cruzi pela técnica de FISH ("Fluorescence In Situ Hybridization"). Análise de variações do número de cromossomos (aneuploidia) em Trypanosoma cruzi pela técnica de FISH

Processo: 20/11585-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:José Franco da Silveira Filho
Beneficiário:Agustina Belén Pauer
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hibridização in situ fluorescente   Trypanosoma cruzi

Resumo

O Trypanosoma cruzi é um protozoário parasita que apresenta notável variabilidade genética entre cepas e entre clones derivados de uma mesma cepa, com diferenças significativas em suas características genotípicas e fenotípicas, como padrões de infectividade e patogenicidade, além de variações no cariótipo molecular. Essas alterações podem exercer importante papel na resposta adaptativa em diferentes hospedeiros, mamíferos e insetos vetores. Vários estudos indicam a ocorrência de aneuploidia em T. cruzi, mesmo este sendo considerado um organismo diploide. Evidências obtidas por hibridização genômica comparativa em microarranjos (aCGH) e pelo sequenciamento de nova geração (NSG) demonstram haver a presença de cromossomos com diferentes ploidia (monossômicos, a tetrassômicos) em uma mesma população. Dados do nosso laboratório também demonstraram a presença de aneuploidia segmentar em T. cruzi, mais especificamente entre a cepa parental G e o clone D11. A aneuploidia pode ser um importante fator de geração de variabilidade genética em T. cruzi, um organismo que se reproduz assexuadamente e apresenta evolução predominantemente clonal. O objetivo este projeto é identificar eventos de aneuploidia em T. cruzi pela técnica de FISH utilizando-se como marcador a Sequência Líder ("spliced leader mini-exon transcript" ou "spliced leader sequence do clone CL Brener"). O gene "Spliced Leader Sequence" (SL) ou mini-exon é um gene essencial em tripanossomatídeos. Ele codifica um pequeno RNA (Sequencia Líder) que é adicionado na extremidade 5' de todos mRNAs de T. cruzi e demais tripanossomatídeos. O racional desta escolha foi investigar a presença de aneuploidia de gene essencial ao parasita. A técnica de FISH permite a avaliação da ploidia em uma célula individual, e, portanto, será utilizada neste trabalho para investigar a presença de aneuploidia em várias células da população. Espera-se com esta análise testar a ocorrência de aneuploidia nos cromossomos verificar a presença de aneuploidia nos cromossomos portadores da Sequência Líder do clone CL Brener.