Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de complexos mononucleares de rutênio com ligantes polipiridínicos volumosos para liberação controlada de moléculas de interesse biológico

Processo: 20/07095-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2020
Vigência (Término): 31 de outubro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Sofia Nikolaou
Beneficiário:Douglas Braz Gonçalves Mateus
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Metalofármacos   Fotoquímica inorgânica   Terapia fotodinâmica   Química de coordenação

Resumo

Este projeto de pesquisa propõe a síntese, caracterização estrutural e estudo de propriedades fotoquímicas e fotofísicas de uma série de complexos de rutênio com ligantes polipiridínicos volumosos (2,2'-biquinolina, 4,4'-difenil-2,2'-bipiridina, 4'-cloro-2,2':6',2''-terpiridina e 2,2':6',2''-terpiridina) contendo fármacos anti-inflamatórios não esteroidais (FAINEs) coordenados. Sob a perspectiva do uso de tais complexos como candidatos a metalofármacos em terapia fotodinâmica (PDT), propõe-se o estudo espectroscópico, tanto de estado fundamental como de excitado, ensaios de fotoliberação das moléculas biológicas de interesse e estudo da potencial geração de espécies reativas de oxigênio pelo complexo. A citotoxicidade (na presença e ausência de luz) para células B16F10 de melanoma-murino (modelo de célula de câncer de pele) será por fim avaliada para confirmação da viabilidade de tais compostos em PDT. O uso de ligantes polipiridínicos volumosos em detrimento das polipiridinas clássicas se justifica por dois motivos: pela labilidade fotoquímica que estes ligantes promovem nos demais sítios de coordenação do complexo e pelo deslocamento da banda de absorção associada à transição eletrônica d-d para a região do espectro eletromagnético de mais baixa energia - associada a uma alta absortividade pela pele humana. Ambos decorrem de efeitos eletrônicos resultantes da mais pronunciada distorção de geometria típica de tais complexos pela inserção de maior impedimento estérico. Essas duas propriedades tornam os complexos propostos promissores para emprego em PDT e assim serão extensivamente estudados neste trabalho.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)