Busca avançada
Ano de início
Entree

Efetividade dos exercícios dos músculos do assoalho pélvico sobre a disfunção muscular e incontinência urinária específica da gestação em mulheres com Diabetes Mellitus Gestacional ou Hiperglicemia Gestacional: revisão sistemática e metanálise

Processo: 20/15629-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Marilza Vieira Cunha Rudge
Beneficiário:Eusebio Mario Amador Enriquez
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/01743-5 - Coorte da tríade gestacional: hiperglicemia, incontinência urinária e perfil clínico, molecular e ômico da miopatia hiperglicêmica na predição de incontinência e disfunção muscular e pesquisa translacional com biodevice para regeneração muscular em ratas, AP.TEM
Assunto(s):Ginecologia   Obstetrícia   Distúrbios do assoalho pélvico   Incontinência urinária   Gravidez   Diabetes gestacional   Hiperglicemia

Resumo

Evidências indicam que o Diabetes Mellitus Gestacional (DMG) exerce influência direta sobre a Incontinência Urinária Específica da Gestação (IUEG) e na Disfunção Muscular do Assoalho Pélvico (DMAP). Não existem programas padronizados de exercícios dos músculos do assoalho pélvico (MAP) na literatura que objetivem o tratamento da IUEG e da DMAP. Objetivo: avaliar os efeitos dos exercícios dos MAP sobre a DMAP e a IUEG em mulheres com DMG ou Hiperglicemia Gestacional. Material e método: revisão sistemática realizada de acordo com a metodologia Cochrane e escrito normativas do check list PRISMA. Serão incluídos Ensaios Clínicos Randomizados (ECR). Serão consultadas as bases de dados Pubmed, Lilacs, Embase e Cochrane até março de 2021 com os descritores MeSH "Gravidez", "Hiperglicemia", "Diabetes Mellitus Tipo 2", "Diabetes Mellitus Tipo 1", "Gravidez em Diabéticos", "Diabetes, Gestacional", "Incontinência Urinária". Não haverá limitação de idioma e ano da publicação dos artigos. Não haverá restrição de idioma e ano nas publicações. Dois revisores independentes rastrearão os artigos elegíveis; extrairão os dados e avaliarão o risco de viés. Análise Estatística: Para dados dicotômicos, será calculado o risco relativo, Intervalo de Confiança de 95% (IC). O viés de publicação será avaliado com gráficos de funil e formalmente avaliado com o teste de Egger. Testaremos a heterogeneidade com o teste de Cochrane Ç2 e o grau será quantificado com a estatística I2. O software Review Manager (RevMan) será usado se possível para plotar a metanálise. O nível de evidência será avaliado por meio do sistema GRADE. (AU)