Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do extrato da casca de jabuticaba no tecido ósseo de ratas osteoporóticas

Processo: 20/14147-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Pesquisador responsável:Márcio Mateus Beloti
Beneficiário:Gabriela Hernandes Campeoti
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Cirurgia bucomaxilofacial   Doenças metabólicas   Osteoporose   Osso e ossos   Compostos bioativos   Jabuticaba   Técnicas histológicas   Microtomografia   Modelos animais de doenças

Resumo

Muitos produtos naturais têm sido estudados com fins terapêuticos, como na prevenção ou tratamento dos danos causados por doenças metabólicas. As frutas podem ser uma fonte importante de vários compostos bioativos concentrados, principalmente em sua casca. O extrato da casca de jabuticaba (ECJ) tem se mostrado um produto promissor no tratamento da obesidade, pré-diabetes e complicações hepáticas. Recentemente, nosso grupo de pesquisa avaliou o efeito do ECJ na diferenciação osteoblástica e adipocítica de células-tronco mesenquimais derivadas de animais saudáveis e osteoporóticos. Os resultados mostraram que o ECJ aumenta a diferenciação osteoblástica, evidenciada por maior atividade de fosfatase alcalina e formação de matriz mineralizada, e reduz a diferenciação adipocítica, observada pela redução na formação de acúmulo lipídico, em ambas as condições sistêmicas avaliadas. Com base nesses resultados, nossa hipótese é que, devido aos seus efeitos osteogênico e anti-adipogênico, o ECJ pode reduzir a perda óssea induzida pela osteoporose. Nesse contexto, o objetivo do presente projeto é avaliar o efeito do ECJ no tecido ósseo de ratas osteoporóticas. Para isso, ratas serão submetidas ao procedimento cirúrgico de ovariectomia para indução da osteoporose ou de cirurgia fictícia (Sham). Após 150 dias do procedimento cirúrgico, os animais receberão solução de ECJ dissolvido em água filtrada (5,8 mg de ECJ/kg de peso corporal diluído em 2 mL de água filtrada) ou 2 mL de água através de administração intragástrica diária (gavagem), por um período de 60 dias. Em seguida, os animais serão eutanasiados e as epífises femorais serão removidas e avaliadas por microtomografia computadorizada e análise histológica. Os dados (n = 12 para cada grupo de animais) serão submetidos ao teste de aderência à curva normal para determinar o teste estatístico adequado. Os resultados desse estudo podem gerar possibilidades terapêuticas para o tratamento de doenças que afetam o tecido ósseo, uma vez que sua alta disponibilidade e baixo custo resultariam em aplicações clínicas acessíveis à grande parcela da população.