Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do perfil microbiológico do biofilme formado sobre cerâmicas modificadas com o vanadato de prata nanoestruturado decorado com nanopartículas de prata

Processo: 19/06449-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2020
Vigência (Término): 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Andréa Cândido dos Reis
Beneficiário:Livia Maiumi Uehara
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais dentários   Cerâmicas   Biofilmes   Nanopartículas de prata   Propriedades mecânicas   Microdureza   Rugosidade   Microscopia

Resumo

O avanço tecnológico na área de nanotecnologia permitiu o desenvolvimento de nanomateriais que podem exibir propriedades antibacterianas. Embora algumas bactérias tenham se tornado resistentes aos antibióticos, são menos propensas a desenvolver resistência contra nanopartículas metálicas, principalmente as nanopartículas de prata (AgNPs). No entanto, as AgNPs, são termodinamicamente instáveis e apresentam uma tendência natural de se aglomerarem. Dessa forma, foi desenvolvida uma maneira de estabilizar essas substâncias associando-as a nanofios de vanadato, formando vanadato de prata nanoestruturado decorado com AgNPs (²-AgVO3). O presente estudo tem por objetivo explorar de forma inédita o efeito da adição de diferentes porcentagens de AgNPs (²-AgVO3) às cerâmicas odontológicas avaliando a formação de biofilme por meio de uma técnica inovadora de análise microscópica, bem como identificar as bactérias que colonizam este biofilme. A ação nas propriedades mecânicas das cerâmicas também será avaliada. Para isso serão confeccionandos 14 dispositivos intra-orais onde serão fixados 10 corpos de prova em cada (2 marcas comerciais de cerâmicas com adição de 0,5%, 1%, 2,5% e 5% de ²-AgVO3) e utilizados por voluntários por 48h. Para identificação das bactérias será utilizado a PCR e para avaliação 3D do biofilme microscopia multifóton. Para os testes mecânicos de microdureza e rugosidade serão confeccionados 10 corpos de prova conforme a norma ISO 6872. Os dados obtidos serão submetidos à análise estatística com testes de normalidade Kolmogorov-Smirnov e uso de análise paramétrica ANOVA ou não-paramétrica Kruskal Wallis, utilizando um nível de significância de 5%.