Busca avançada
Ano de início
Entree

O impacto da suplementação de bFGF, no cultivo in vitro de embriões bovinos, sobre a diferenciação da massa celular interna

Processo: 20/11596-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Marcelo Fábio Gouveia Nogueira
Beneficiário:Isabella Maran Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Embriogênese animal   Embrião de animal   Diferenciação celular   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)   Técnicas in vitro

Resumo

O desenvolvimento embrionário bovino, tanto derivado in vivo quanto decorrente da produção in vitro, envolve aspectos básicos de diferenciação celular. Com o decorrer do desenvolvimento embrionário, as células que compõem a massa celular interna (MCI) se diferenciam em duas novas linhagens celulares: epiblasto (genitor dos folhetos embrionários) e hipoblasto (do qual derivam os tecidos extraembrionários). O fibroblast growth factor (FGF) atua em processos de diferenciação, sobrevivência e divisão celular e participa de vias de sinalização, sendo considerado um fator crucial para o desenvolvimento embrionário. A suplementação com FGF exógeno limita a expressão de Nanog, aumenta a expressão de GATA6 e, consequentemente, bloqueia a ocorrência da linhagem epiblástica em favorecimento da linhagem hipoblástica. Esse modelo possui uma potencial aplicabilidade em bovinos, como uma alternativa ao Tetraploid Complementation Assay amplamente utilizado em camundongos. O objetivo, com este trabalho, é analisar os efeitos da adição de FGF no cultivo in vitro (CIV) sobre a produção e os marcadores de diferenciação celular. Além disso, será determinada qual concentração de FGF afeta a diferenciação da MCI. Desta forma, embriões serão produzidos in vitro e submetidos às concentrações de FGF (0, 10, 100 ou 1.000 ng/mL) no dia 5 de CIV - serão usados, no mínimo, 25 oócitos por grupo em cada uma das 15 replicatas. As taxas de blastocisto e de eclosão total, a análise de abundância de transcritos alvos (RT-qPCR) e a imunolocalizacão para marcadores de diferenciação de linhagens celulares serão avaliadas.