Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da mudança do uso da terra e classes texturais na qualidade do solo na nova fronteira agrícola do Brasil: a região do Matopiba

Processo: 20/14271-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 31 de março de 2021
Vigência (Término): 29 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Pellegrino Cerri
Beneficiário:Jorge Luiz Locatelli
Supervisor no Exterior: Rachel E. Creamer
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Wageningen University & Research, Holanda  
Vinculado à bolsa:19/27378-0 - Mudança do uso da terra no Matopiba: impacto da variação de classes texturais do solo na quantidade e qualidade do carbono, BP.MS
Assunto(s):Manejo do solo   Qualidade do solo   Matéria orgânica do solo   Serviços ambientais   MATOPIBA

Resumo

A perturbação de áreas nativas tem impacto direto na matéria orgânica do solo (MOS) e nos atributos físicos e químicos relacionados, que afetam diretamente a qualidade do solo e sua capacidade de fornecer serviços ecossistêmicos. No Brasil, alguns estudos avaliando a qualidade do solo têm sido desenvolvidas nas áreas agrícolas mais tradicionais (regiões sul e centro). No entanto, em áreas que estiveram em expansão recente, como no caso do MATOPIBA, ainda há uma grande necessidade de entender os efeitos do manejo na capacidade do ambiente em prover serviços ecossistêmicos. O principal objetivo deste estágio de pesquisa é avaliar os efeitos da mudança do uso da terra na qualidade do solo, na última fronteira agrícola do Brasil. Especificamente, os objetivos do plano de trabalho são: i) participar no International Soil Biology Lab Skills Training Course; ii) identificar os principais atributos do solo (químicos, físicos e biológicos) relacionados às funções do solo na região do MATOPIBA; iii) integrar os dados coletados em um índice de qualidade do solo (SQI). A amostragem do solo e análises analíticas já foram feitas (estoques de carbono, fertilidade, atributos químicos e biológicos). Fui convidado pela Universidade de Wageningen para participar do International Soil Biology Lab Skills Training Course, que é focado na avaliação das funções do solo e sua qualidade, e para aplicar as habilidades adquiridas na integração de nossos dados em um SQI. Os resultados aqui obtidos constituirão um indicador útil para o monitoramento da qualidade do solo, e poderão ser utilizadas na tomada de decisões associadas à expansão da maior fronteira agrícola do Brasil. (AU)