Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre periodontite e câncer na região de cabeça e pescoço: análise investigativa clínica

Processo: 20/06761-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Adriana Campos Passanezi Santana
Beneficiário:Maria Carolina Candosin Sementille
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Periodontite   Neoplasias de cabeça e pescoço   Tratamento do câncer   Perda do osso alveolar   Fatores de risco   Técnicas de laboratório clínico   Análise multivariada   Teste de Tukey

Resumo

O objetivo deste estudo é investigar clinicamente a associação entre periodontite e neoplasias na região de cabeça e pescoço, antes e após a terapia oncológica, bem como avaliar o impacto da periodontite na qualidade de vida do paciente oncológico. Serão incluídos no estudo 100 pacientes de ambos os sexos, e 18 anos, com diagnóstico de câncer na região de cabeça e pescoço em atendimento na clínica de tratamento odontológico do paciente oncológico da FOB-USP. Os participantes serão divididos em dois grupos, de acordo com a fase do tratamento oncológico: 1) T1- antes do início do tratamento oncológico e 2) T2 - após o tratamento oncológico. O grupo controle será formado por 50 pacientes saudáveis sistemicamente, pareados em relação aos grupos teste quanto à idade e sexo. Todos os participantes responderão a questionário de qualidade de vida relacionada à saúde oral (OHIP -14) e serão examinados quanto às medidas de profundidade de sondagem (P.S.), perda de inserção clínica (PIC), sangramento gengival (%SS) e placa (%Pl). A perda óssea será determinado no pior sítio em imagens radiográficas periapiciais. O prognóstico será determinado de acordo com os critérios do teste "periodontal risk assessment". A periodontite será classificada de acordo com os critérios adotados pela atual classificação das doenças e condições periodontais e peri-implantares. Os resultados obtidos serão analisados estatisticamente por meio de ANOVA pós-teste Tukey para medidas paramétricas, Kruskal Wallis pós teste Dunn para medidas não paramétricas e por análise bivariada, com significância de 5% em todas as análises.