Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do desempenho agronômico da batateira em função do manejo da irrigação e de fertirrigações

Processo: 20/09657-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Água e Solo
Pesquisador responsável:Luiz Fabiano Palaretti
Beneficiário:Julia Ramos Guerreiro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia do solo   Gestão de recursos hídricos   Fertirrigação   Irrigação por gotejamento   Insumos agrícolas   Tomada de decisão   Solanum tuberosum   Batata   Delineamento experimental   Análise de variância

Resumo

A cultura da batata é considerada importante e significativa para o setor brasileiro, favorecendo milhares de produtores. É cultivada em regiões que possuem clima ameno, afim de favorecer o processo de brotação. Dessa forma os Estados de São Paulo e Minas Gerais são considerados grandes produtores desta hortaliça. Estudos tem indicado que o recurso natural, água, é amplamente utilizado de forma irregular além da adubação exacerbada na exploração agrícola, norteando os produtores apontamentos a fim de definir e indicar estratégias no maior aproveitamento de água e nutrientes pela cultura por eles exploradas. Neste trabalho definiu-se a seguinte hipótese: compilação de técnicas de fertirrigações com supressões na irrigação em diferentes estádios de desenvolvimento da cultura, permitem administrar a quantidade correta de nutrientes, otimizando o processo e gerando economia de água além de favorecer na tomada de decisão em que momento cessar a irrigação alterando positivamente o desempenho agronômico da cultura da batateira. A partir da hipótese definiu-se o objetivo principal da presente proposta que será avaliar respostas agronômicas da batateira em função de fertirrigações via gotejamento e supressões da água durante o ciclo da cultura. O presente ensaio será implantado no Setor de Irrigação do Departamento de Engenharia e Ciências Exatas da Unesp de Jaboticabal. Na área experimental será cultivada a batateira variedade FL 1867 tubérculos de 1ª geração. O experimento será conduzido em esquema fatorial 3x3, onde serão utilizadas 3 supressões na irrigação durante ciclo da cultura, com delta de 10 dias, sendo C1: 100 DAP; C2: 110 DAP; C3: 120 DAP com 3 fertirrigações via gotejamento: F1 - fertirrigação de acordo com a marcha de absorção da cultura; F2 - fertirrigação equivalente, considerando a aplicação de 50% no primeiro dia e 50% no meio da fase de desenvolvimento considerada; F3 - fertirrigação em concentração (ppm) levando em consideração o volume de água aplicado na irrigação. O delineamento estatístico a ser utilizado será o de blocos ao acaso, onde serão instalados 9 tratamentos em 6 repetições. Todos os tratamentos serão influenciados por um único regime hídrico de irrigação (100% ETc). Para o manejo da irrigação será adotado turno de rega variável em função do clima e dos parâmetros de solo. Para avaliar a resposta da cultura aos tratamentos impostos, serão analisadas as seguintes avaliações: emergência das plantas, número de hastes principais, altura de plantas, número de tubérculos, comprimento de estolões, relação comprimento/largura (Índice de formato de tubérculos-IFT), peso da massa fresca e seca da parte aérea, do sistema radicular e dos tubérculos, índice de cor verde, teor de nitrogênio nas folhas, teor relativo de água nas folhas, classificação de tubérculos, porcentagem de tubérculos comerciáveis, número total e massa média de tubérculos, gravidade específica e eficiência no uso da água. Os dados serão analisados com uso do software Agroestat Versão 1.0 e interpretados por meio das significâncias das análises de variância, considerando-se o nível de probabilidade de até 5% pelo teste F.