Busca avançada
Ano de início
Entree

Explorando os efeitos emocionais da pandemia COVID-19 nos alunos de graduação médica da UNICAMP

Processo: 20/11188-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Adriana Gomes Luz
Beneficiário:Emily Gazzoli
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde mental   Estudantes universitários   Estudantes de medicina   Estresse psicológico   Ansiedade   Educação a distância   Pandemias   COVID-19   Coronavirus da síndrome respiratória aguda grave 2

Resumo

O cenário de uma pandemia, como o COVID-19, corrobora um estado de estresse mental em todo o mundo. Estudos têm demostrado afetar, inclusive, os profissionais de saúde. Em relação aos estudantes de medicina, essa situação pode ser semelhante. A rápida evolução de um surto, que se alastrou por todos os continentes, gerou uma preocupação global, não só pelo número de casos de pessoas contaminadas e de óbitos, mas também pelos grandes impactos biopsicossociais mundiais causados, que podem ultrapassar a capacidade de enfrentamento das pessoas afetadas. Tendo em vista que, no futuro, esses alunos serão os próximos atuantes na saúde é essencial analisar sua estabilidade emocional perante essa situação pandêmica, além de mensurar se um maior conhecimento no âmbito da saúde colabora ou não para um aumento do estresse mental. Objetivos: Avaliar a frequência de sintomas de ansiedade de graduandos de cursos de Medicina da Unicamp por meio de escala preconizada, além de conhecer as reações e percepção destes sobre a implementação de Ensino Digital (EAD) neste período de Pandemia de COVID-19. MÉTODOS: Utilizando o recurso do email, serão convidados a participar do estudo todos os alunos matriculados no curso de Medicina da Unicamp, do primeiro ao sexto ano, aproximadamente 720 alunos. Após concordância e consentimento será encaminhado aos alunos, por e-mail, um link para acesso ao formulário de coleta de dados composto por: um questionário fechado com 25 perguntas (elaborado especialmente para este estudo que avalia características específicas de cada graduando, seu contexto no momento pandêmico atual e sua experiência em relação do ensino digital) e uma escala de Ansiedade Estado-Traço (IDATE) como medida confiável para avaliar traço e estado ansioso. Análise de dados: Espera-se determinar a frequência de alunos de medicina que demonstraram sintomas de ansiedade decorrentes da pandemia e conhecer suas reações e percepções sobre o estudo à distância realizado neste momento. Todos os dados obtidos com auxílio do programa Google Forms (formulário do estudo), para posterior análise serão utilizados de testes de comparação paramétricos e não paramétricos, de acordo com a distribuição dos dados. Inicialmente, será levado em consideração as características específicas de cada graduando, analisando seu contexto no momento pandêmico atual e sua avaliação em relação do ensino digital (EAD). Em seguida, será feita uma análise em relação às respostas dos alunos acerca da frequência de sinais relacionados a sua saúde mental, especificamente sinais de ansiedade, com base na escala preconizada. Resultados esperados: Alterações emocionais durante este momento de crise de saúde mundial são esperadas, mas precisamos conhecer os reais impactos disso na vida dos alunos para podermos encontrar soluções adequadas para ajudá-los durante o processo e também para quando retornarmos às nossas atividades normais.