Busca avançada
Ano de início
Entree

Consumo de gorduras e risco cardiometabólico em residentes da cidade de São Paulo: ingestão dietética e potencial cardioprotetor considerando polimorfismos nos genes FADS1 e FADS2

Processo: 20/09451-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Regina Mara Fisberg
Beneficiário:Lais Duarte Batista
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/05125-7 - Estilo de vida, marcadores bioquímicos e genéticos como fatores de risco cardiometabólico: inquérito de saúde na cidade de São Paulo, AP.TEM
Assunto(s):Consumo de alimentos   Gorduras   Ácidos graxos ômega-3

Resumo

Por décadas, organizações internacionais e guias alimentares ao redor do mundo têm recomendado a redução no consumo de gorduras como estratégia para prevenção de doenças cardiovasculares. Todavia, evidências recentes têm colocado em dúvida essa relação. Com o avanço na ciência da Nutrição e metodologias cientificas, algumas limitações vêm sendo exploradas com o intuito de elucidar a relação entre o consumo de diferentes tipos de gordura e desfechos em saúde. Neste contexto, o presente estudo se propõe a avaliar o consumo dos diferentes tipos de gorduras na dieta de residentes da cidade de São Paulo e sua associação com fatores de risco cardiometabólico, investigando o potencial cardioprotetor de ácidos ômega-3 mediado pormarcadores genéticos. O estudo utilizará dados do Inquérito de Saúde de São Paulo 2015. Trata-se de umestudo transversal, de base populacional e amostra probabilística de residentes da cidade de São Paulo. Serão utilizados dados de participantes do bloco "ISA-Nutrição" que tiveram avaliação do consumo alimentar e coleta de dados bioquímicos. Dados de consumo alimentar obtidos por recordatórios alimentares de 24h serão utilizados para estimativa do consumo de gorduras. Dosagem de ácidos graxos de membranas de eritrócitos será utilizada para estimar o percentual de ômega-3, e classificação de risco cardiovascular. Análise de prevalência de polimorfismos de nucleotídeo único (SNPs) dos genes FADS1 e FADS2 e sua associação com o índice ômega-3, preditor de risco cardiovascular serão realizadas. Modelos de regressão linear e logística múltiplos serão utilizados para testar a associação entre as variáveis de interesse. Comparações entre estimativas de consumo e biomarcador de ômega-3 serão avaliadas por meio de teste t-Student pareado e coeficientes de correlação de Pearson e intraclasse. As análises serão realizadas no software R, considerando nível de significância de 5% e a complexidade da amostra.