Busca avançada
Ano de início
Entree

Matemática para estudantes com autismo: uso de medidas oculares no ensino de relações entre estímulos

Processo: 20/04777-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Priscila Benitez
Beneficiário:Thainá Letícia Dourado Moura
Instituição-sede: Centro de Matemática, Computação e Cognição (CMCC). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Educação especial   Transtorno do espectro autista   Transtorno autístico   Visão ocular   Ensino de matemática   Equivalência de estímulos

Resumo

A inclusão escolar de estudantes com Transtorno do Espectro Autista (TEA) gera reflexões sobre os desempenhos pedagógicos nas áreas basilares como alfabetização e matemática. O ensino da matemática baseado no modelo da equivalência de estímulos tem sido recomendado para públicos com repertórios variados, incluindo estudantes com TEA. Informações sobre o processamento visual dos estímulos durante a realização de tarefas de ensino e de avaliação são medidas implícitas elementares para propor estratégias de intervenções, assim como após análise de dados, replanejá-las. O estudo tem como objetivo avaliar se um procedimento de ensino baseado no modelo de equivalência de estímulos entre igual/diferente, maior/menor, muito/pouco, números (de um até nove) e respectivas quantidades será suficiente para: a) aprendizagem de discriminações de igual/diferente, maior/menor, muito/pouco e de números de 1 até 9 e respectivas quantidades; b) identificação de estratégias que serão utilizadas pelos estudantes com TEA, a partir da análise de medidas implícitas (tempo e número de fixações do olhar para os estímulos, tempo gasto para movimentos sacádicos e caminho percorrido pelo olhar do estudante durante a realização das tarefas) durante a aplicação do procedimento de ensino. Serão recrutados três estudantes com TEA que já participam de uma proposta mais ampla de pesquisa. Será empregado um esquema de múltiplas sondagens. O procedimento geral envolverá uma etapa de planejamento e outra de aplicação e análise de dados. Espera-se encontrar maior fixação ocular nos estímulos corretos, conforme os estudantes atingirão o critério de aprendizagem dos comportamentos específicos que serão ensinados ao longo do procedimento.