Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da resistência de união e da interface adesiva de pinos de fibra de vidro multifilamentados cimentados em canais radiculares achatados após a limpeza do conduto com auxílio de inserto ultrassônico e uso de magnificação com microscópio operatório

Processo: 20/10115-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Fabiane Carneiro Lopes
Beneficiário:Gunther Ricardo Bertolini
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Resistência de união (odontologia)

Resumo

O objetivo do presente estudo será avaliar a resistência de união (RU) e a interface adesiva de pinos de fibra de vidro multifilamentados cimentados em canais radiculares achatados após a limpeza do conduto com auxílio de inserto ultrassônico e uso de magnificação com microscópio operatório. Molares inferiores serão escaneados por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico para a seleção de 44 raízes distais com canais radiculares achatados, levando em consideração a relação de diâmetro maior/menor entre 2,5 e 4,0 e de circularidade < 0,35. Será realizado o preparo biomecânico com instrumento Reciproc R50 e obturação pela técnica de condensação lateral com cimento AH Plus. Os dentes serão distribuídos em quatro grupos de acordo com o protocolo restaurador utilizado: GI - preparo do conduto com broca e cimentação de pinos de fibra de vidro convencionais (WhitePost DC #0,5, FGM, Joinvile, SC, Brasil); GII - desobturação com condensador aquecido e cimentação de pinos multifilamentados Comet Tail® #4 de acordo com o protocolo do fabricante (Synca, Repentigny, Quebec, Canadá); GIII - desobturação com condensador aquecido, protocolo complementar de limpeza com ponta ultrassônica, e cimentação de pinos multifilamentados; e GIV - desobturação com condensador aquecido, protocolo complementar de limpeza com ponta ultrassônica com auxílio de magnificação com microscópio operatório, e cimentação de pinos multifilamentados. Os pinos serão submetidos a tratamento de superfície com ácido fluorídrico 10% e cimentados com cimento RelyX U200. Após a cimentação dos pinos, os dentes serão seccionados transversalmente em slices de 1 mm de espessura, obtendo-se 2 slices de cada terço (cervical, médio e apical). Os slices mais cervicais de cada terço serão utilizados para avaliar a RU, por meio do teste de push-out com velocidade de 0,5 mm/min, e posterior análise do padrão de falha em estereomicroscópio. Os slices mais apicais de cada terço serão selecionados para análise da interface pino/cimento/dentina em microscopia eletrônica de varredura com aumentos de 100, 1000, 2000 e 4000X. Os dados de RU e adaptação da interface cimento/dentina serão submetidos à análise estatística.