Busca avançada
Ano de início
Entree

Informação e comunicação sobre os direitos das mulheres: a importância da comunicação digital para o acesso à informação

Processo: 20/10447-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação
Pesquisador responsável:Caroline Kraus Luvizotto
Beneficiário:Mariana Alarcon Datrino
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Direitos da mulher   Comunicação digital   Acesso à informação   Informação   Opinião pública   Mídias sociais

Resumo

Nas últimas décadas, a informação assumiu importante papel na construção das estruturas sociais e das relações de poder, influenciando diretamente a economia, o trabalho e as diversas formas de sociabilidade. A internet e as tecnologias digitais possibilitaram um alargamento da informação e forneceram mecanismos para a ação de diversos atores sociais que se comunicam com a opinião pública de forma direta, sendo esse processo ainda mais intenso nas redes sociais digitais. Estudos evidenciam a importância da comunicação e, em especial, da comunicação digital para o acesso à informação e construção da cidadania, uma vez que a luta pelos direitos civis, políticos e sociais, exige, primeiramente, que os mesmos sejam conhecidos e reconhecidos. Neste cenário, os movimentos sociais configuram-se como os principais atores do processo de mobilização da sociedade civil em prol dos seus direitos e a Comunicação, um campo relevante para legitimar as suas demandas e ações. Esta pesquisa concentra-se na relação entre comunicação digital e acesso à informação, sobretudo, as informações relacionadas aos direitos das mulheres, que organizadas historicamente em torno do movimento feminista, lutam pelos mais diversos direitos em nossa sociedade. O objetivo geral é refletir sobre a relação e o impacto da comunicação digital na difusão da informação sobre os direitos das mulheres. Especificamente, pretende-se estimar a relevância da internet, suas limitações e potencial na difusão da informação para e sobre o movimento feminista e sobre os direitos das mulheres; compreender a dinâmica e a atuação de movimentos que lutam pelos direitos das mulheres no ambiente on-line; e, com base nos exemplos do Movimento Mulher 360 e do Movimento de Mulheres Camponesas, analisar a informação on-line acerca dos direitos das mulheres, a partir dos conteúdos publicados em suas respectivas redes sociais. Este estudo baseia-se na Hermenêutica de Profundidade, abordagem metodológica que busca compreender, historicamente, as estruturas e as relações de poder, aqui aplicadas aos produtos comunicacionais que serão analisados. Em conjunto, será utilizada a Análise de Conteúdo através de uma abordagem quali-quantitativa, para compreender e interpretar as publicações dos referidos movimentos de mulheres nas redes sociais do Facebook, Instagram e Youtube. Acredita-se que este estudo é relevante para refletir a comunicação digital como forma de ampliar a democracia brasileira através da difusão da informação, bem como demonstrar quais são os desafios a serem superados. (AU)