Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do mecanismo de ação de Bacillus thuringiensis (Bacillales: Bacillaceae) encapsulado em micropartículas poliméricas

Processo: 20/12779-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Ricardo Antonio Polanczyk
Beneficiário:Jhones Luiz de Oliveira
Supervisor no Exterior: Alejandra Bravo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidad Nacional Autónoma de México, Morelos (UNAM), México  
Vinculado à bolsa:18/21142-1 - Encapsulamento de Bacillus thuringiensis (Bacillales: Bacillaceae) em micropartículas poliméricas e associação com agente químico nanoencapsulado: avaliação da atividade biológica e mecanismos de ação, BP.PD
Assunto(s):Bacillus thuringiensis   Controle biológico

Resumo

A bactéria Bacillus thuringiensis (Bt) tem sido reconhecida por seu alto potencial no controle de várias pragas agrícolas. Recentemente, houve vários avanços, tanto na pesquisa quanto no mercado de novos produtos inseticidas, envolvendo esse agente biológico. Desenvolvimentos em micro / nanotecnologia abriram novas perspectivas para a produção de formulações mais eficientes que podem superar alguns obstáculos associados ao uso de produtos Bt no campo, como instabilidade de formulação e perda de atividade devido à degradação de toxinas por sua exposição à radiação ultravioleta, entre outros problemas. A presente proposta explorará a eficiência e o mecanismo de ação de produtos Bt baseados em formulações micro / nanotecnológicas. Diversas estratégias serão abordadas a fim de avaliar a influência do encapsulamento na ação das toxinas Bt, como a análise da solubilização e ativação dos cristais no suco gástrico das larvas, bem como sua ligação a receptores específicos. Além disso, os danos causados pelo Bt microencapsulado no epitélio intestinal das larvas também serão investigados in vivo.